paramédico a subir degraus à noite

Salva-vidas

Terry Donnelly

Financiada através de doações e apoio público, a ambulância aérea de Wiltshire é um serviço enorme, exigente e complexo, mas, ao acrescentar uma pandemia global que complica a respetiva atividade e financiamento, esse trabalho torna-se ainda mais difícil. Essa é a história que o fotógrafo Terry Donnelly queria contar.

paramédico num helicóptero a utilizar binóculos de visão noturna

© Terry Donnelly | Sony α9 II + FE 85mm f/1.4 GM | 1/80s @ f/1.4, ISO 2500

Ao documentar a forma como o Serviço Médico de Emergência de Helicópteros (Helicopter Emergency Medical Service, HEMS) de Wiltshire estava a ajustar-se à pandemia, Terry fotografou com eles durante dias exaustivos de 16 horas. "Nunca há qualquer tempo de inatividade", afirma, "e eles fazem um trabalho tão exigente em termos físicos e mentais, que me pareceu muito importante fotografá-lo. O EPI da Covid é fundamental, mas também inibe o lado físico e de comunicação do trabalho, especialmente quando se está a tentar lidar com um paciente desorientado. As pessoas precisam de saber os desafios que os profissionais enfrentaram e como salvaram vidas."

paramédico a passar sangue a um colega

© Terry Donnelly | Sony α9 II + FE 85mm f/1.4 GM | 1/100s @ f/1.4, ISO 1600

"O constante estado de prontidão implicou que eu tivesse de ser pesado todas as manhãs com o meu kit de câmara para que o piloto pudesse medir com precisão o combustível necessário", explica Terry, "e mantive o meu equipamento da Sony comigo o tempo todo. Mas, assim como a tripulação e os paramédicos, eu também estava equipado com EPI, o que cria todo o tipo de dificuldades. Preso à aeronave com um arnês de quatro pontos, viseira e kit de comunicação, surgiram verdadeiros desafios para fotografar e, claro, também pretendemos manter a nossa presença quase invisível. Nada pode atrapalhar a tarefa dos paramédicos."

piloto de helicóptero a usar uma máscara

© Terry Donnelly | Sony α7C + FE 50mm f/2.5 G | 1/640s @ f/2.5, ISO 125

Sem segundas oportunidades, Terry dependia do seu equipamento Sony Alpha, que não o dececionou. "Fotografei com as estruturas da Alpha 9, Alpha 9 II e um pouco com a Alpha 7C", explica, "e a última foi particularmente importante quando me movia muito ou trabalhava nos espaços confinados do helicóptero, cujo indicativo de chamada é HELIMED22. A qualidade de imagem full-frame que se obtém das câmaras tão leves é incrível, especialmente quando combinadas com as novas lentes G Compact. Utilizei a FE 24 mm f/2.8, a FE 40 mm f/2.5 e a FE 50 mm f/2.5 e sem dúvida que tirei fotografias que não teria conseguido com equipamentos maiores e mais pesados. Estas lentes têm excelentes distâncias focais para o trabalho de documentário, focam rapidamente e permitem a entrada de muita luz quando necessário."

paramédico a olhar pela janela do helicóptero

© Terry Donnelly | Sony α9 + FE 12-24mm f/2.8 GM | 1/3200s @ f/4.0, ISO 1600

Igualmente importantes para o projeto de Terry foram funcionalidades como a Estabilização de imagem na estrutura (IBIS), o AF de olhos em tempo real e a Captação silenciosa. "O IBIS fez uma grande diferença para as fotografias com pouca luz", explica, "e permitiu-me utilizar velocidades do obturador mais lentas para captar o movimento dos rotores do helicóptero. Mas o obturador silencioso e o AF de deteção de olhos foram absolutamente fundamentais com os paramédicos totalmente equipados. Utilizar o modo AF de olhos fez com que pudesse fotografar com as aberturas mais amplas e focar facilmente através das viseiras, das janelas e dos óculos de proteção, quando, de outra forma, a focagem poderia ter falhado, enquanto o obturador silencioso fez com que nunca fosse intrusivo nem perturbador para a equipa, mesmo ao trabalhar ao lado deles."

piloto de helicóptero à frente do seu veículo

© Terry Donnelly | Sony α7C + FE 24mm f/2.8 G | 1/100s @ f/22, ISO 320

"Todos estes aspetos e a confiança que proporcionam", continua, "libertam-nos como fotógrafos. Se fotografarmos com um kit que não funciona, essa ligação é interrompida e começamos a olhar para o ecrã e a verificar se conseguimos a fotografia, o que faz com que se perca a fluidez. Estava lá para contar uma história e criar essa ligação. E é isso que estas câmaras permitem fazer."
paramédica com aspeto cansado e exposta ao vento

© Terry Donnelly | Sony α9 II + FE 135mm f/1.8 GM | 1/2500s @ f/1.8, ISO 100

reflexo de um helicóptero numa janela

© Terry Donnelly | Sony α7C + FE 50mm f/2.5 G | 1/320s @ f/2.5, ISO 100

As imagens que Terry considera que mostraram melhor a tarefa da tripulação incluem estes retratos poderosos da paramédica, Joanne Gilbert, com marcas no rosto causadas pelo EPI, e o piloto "Elvis" Costello enquadrado pelo reflexo do HELIMED22 na janela do seu escritório. "Estas fotografias", explica, "têm os elementos que contam a história da Covid, como o EPI, mas também captam as personalidades e os desafios enfrentados. Jo deixava de ser a pessoa feliz e animada que era no início do seu turno e tornava-se uma pessoa mais séria, com um rosto adornado com as marcas do uso do EPI, à medida que cumpria o dever de salvar vidas. E sobre "Elvis", está constantemente vigilante, é responsável por toda a sua tripulação e pelas vidas que estão a tentar salvar."

ambulância aérea à espera para descolar

© Terry Donnelly | Sony α9 + FE 12-24mm f/2.8 GM | 1/100s @ f/14, ISO 100

Por fim, contar essa história na íntegra foi o que deu a Terry o maior prazer. "A fotografia oferece uma espécie de plataforma", conclui, "e a capacidade de partilhar o que é importante para nós; as histórias que realmente importam. Todos lutaram de alguma forma neste último ano, mas precisamos de manter o funcionamento de serviços essenciais, como as ambulâncias aéreas, através de donativos. Nunca sabemos quando a vida de alguém dependerá deles. Vi os incidentes que presenciam e as suas histórias têm de ser contadas para que nunca os darmos por garantidos. E fico feliz por ter podido contá-las."

ambulância aérea prestes a descolar à noite

© Terry Donnelly | Sony α7C + FE 50mm f/2.5 G | 1/40s @ f/2.5, ISO 1600

Produtos incluídos

Terry Donnelly

Terry Donnelly | UK

"Embora faça diferentes géneros de fotografia, consigo estabelecer pontes entre estilos, o que torna a minha obra mais forte"

Histórias relacionadas

Inscreva-se para receber a sua newsletter α Universe

Parabéns! Subscreveu a newsletter α Universe com êxito

Introduza um endereço de e-mail válido

Lamentamos! Ocorreu um erro

Parabéns! Efetuou a subscrição com êxito