Detalhe da história da Alpha Universe
Rostos da nação:
fotografar Itália com a α7R III

Maki Galimberti

"A fotografia mais importante numa revista é a capa", diz Maki Galimberti, "e as capas de revista são quase sempre com rostos. Os rostos criam uma ligação inigualável com o público e foi por isso que me especializei em retratos". Maki construiu uma carreira de renome na fotografia de retratos, tendo trabalhado para as mais importantes revistas italianas até que algo mudou.

 

maki galimberti sony alpha 7RIII retrato a preto e branco de uma senhora com um boné de beisebol

© Maki Galimberti | Sony α7R III + FE 24-70mm f/2.8 GM | 1/160s @ f/6.3, ISO 100

"O problema é que", continua, "nos últimos anos, as editoras passaram a ter menos dinheiro para fotógrafos, o que me levou a trabalhar mais diretamente com clientes privados e comerciais, que pretendem promover o seu negócio ou a sua imagem. Contudo, como profissional, considero imprescindível ter um propósito e paixão pelas minhas fotografias. Por isso, apesar de o trabalho para empresas se ter tornado mais importante do que o das revistas, continuo a querer produzir um visual de luxo, de estrelato".

maki galimberti sony alpha 7RIII rapariga posa para um retrato com a língua de fora

© Maki Galimberti | Sony α7R II + FE 70-200mm f/2.8 GM OSS | 1/125s @ f/4.0, ISO 400

Foi assim que nasceu "Casting Italy": um projeto que reúne pessoas comuns do país de Maki, dando-lhes um tratamento de celebridade.

Transformar pessoas reais em estrelas de capa de revista tem as suas vantagens, segundo Maki, pois "fotografar um grupo de investigadores para o anúncio de um hospital pode ser muito mais interessante do que fotografar um ator ou cantor pop, e encontrar beleza e orgulho ao fotografar pessoas normais é uma experiência profissional de que estou a gostar muito".

maki galimberti sony alpha 7RIII retrato a preto e branco de um jovem com um chapéu trilby

© Maki Galimberti | Sony α7R III + FE 24-70mm f/2.8 GM | 1/160s @ f/4.5, ISO 100

No centro do processo de retratos, está o jeito para as pessoas, conseguir fazer sobressair a sua personalidade e o seu melhor lado, e isso sempre fez parte da história de Maki enquanto fotógrafo. "É verdade", diz-nos, "aplico a minha paixão pelas pessoas no meu trabalho."

maki galimberti sony alpha 7RIII rapariga sentada numa cadeira curva sorri para a câmara de lado

© Maki Galimberti | Sony α7R III + FE 24-70mm f/2.8 GM | 1/125s @ f/4.5, ISO 50

Ligar-se a pessoas é também mais fácil com a sua Sony α7R III, especialmente devido ao sistema AF de olhos.

"O nível de detalhe e a qualidade das fotografias das duas α7R III que utilizo é muitíssimo importante", afirma, "mas no caso de um fotógrafo profissional de retratos, não ter de me esconder atrás do visor eletrónico é uma grande vantagem. Acredito que, quando o faço, perco a atenção das pessoas, e nada é mais importante do que essa relação. É por isso que confio no sistema AF de olhos da α7R III e trabalho com o ecrã traseiro. Assim, posso dedicar-me à relação com as pessoas que fotografo."

A capacidade de criar relações ao utilizar a α7R III desta forma é complementada por funcionalidades como o modo de captação silenciosa da câmara, uma funcionalidade que ajuda as pessoas mais tímidas a terem um comportamento mais natural em frente a uma lente. Maki garante qualidade e controlo de profundidade de campo excecionais com duas lentes favoritas dos fotógrafos de retratos: a FE 24-70mm f/2.8 GM e a FE 70-200mm f/2.8 GM. Com uma em cada câmara, as lentes dão-lhe versatilidade para fotografar tudo, dos grandes planos às fotografias de grupo.

maki galimberti sony alpha 7RIII três chefs posam para um retrato informal

© Maki Galimberti | Sony α7R III + FE 24-70mm f/2.8 GM | 1/160s @ f/16, ISO 100

Maki confere também o look de estrela de capa às pessoas que fotografa ao trabalhar com um estilista, tal como faria com uma revista. Esta atenção ao detalhe ajuda a concentrar as atenções do público e remover distrações em que o fotógrafo poderia não reparar. "Quando trabalhei com um estilista pela primeira vez", explica, "senti-me num paraíso. O nível de atenção à roupa e aos pormenores tornou automaticamente as minhas fotografias mais bonitas, por isso, tento fazê-lo sempre". Utilizar o ecrã de 3 polegadas da α7R III é também útil, pois a sua vista a 100% dá uma perspetiva muito mais exata do enquadramento do que um visor eletrónico ótico tradicional.

Por fim, como para todos os fotógrafos, a iluminação é essencial. Para conseguir uma luz ao estilo das capas das revistas, Maki utiliza uma grande "softbox" para enquadrar o objeto, equilibrando a luz natural de um local exterior. Para Maki, o essencial está na preparação. "O estudo do local pode ser tão importante como a atenção ao objeto", afirma, "porque o fundo é essencial para contar a história de quem fotografo. Afinal, fazer com que fiquem bem na fotografia é o mais importante e o meu kit é fundamental para isso."

Produtos incluídos
ILCE-7RM2
Alpha 7R II: sensor de imagem full-frame retroiluminado

ILCE-7RM2

ILCE-7RM3
Câmara Alpha 7R III 35 mm full-frame com autofocus

ILCE-7RM3

SEL2470GM
FE 24-70mm F2.8 GM

SEL2470GM

SEL70200GM
FE 70-200mm F2.8 GM OSS

SEL70200GM

Artigos relacionados
Maki Galimberti
Alpha Universe

Maki Galimberti

Itália

"A fotografia é a melhor desculpa para conhecer pessoas."

Ver perfil