casal sentado frente a frente com um plano de fundo branco

Simplicidade e emoção

Nemanja Maraš

É talvez a forma mais pura de fotografia de retrato. Um objeto simples num plano de fundo branco básico. Alguns dos retratos mais icónicos foram captados desta forma tão simples. A simplicidade permite que a atenção se foque no objeto e não no ambiente ou plano de fundo.

retrato de um homem a usar óculos de sol

© Nemanja Maraš | Sony α7C + FE 55mm f/1.8 ZA | 1/125s @ f/3.2, ISO 400

"Neste momento, sinto que o preto-e-branco é a minha forma de expressão", comenta o fotógrafo sérvio, Nemanja Maraš. "Há cinco ou seis anos, odiava fotografar com fundos brancos. Se me dissessem que iria fotografar num estúdio, pensava que iria ser aborrecido. No entanto, talvez o projeto precisasse de algo mais, não o plano de fundo branco".

retrato lateral de uma mulher a usar óculos de sol

© Nemanja Maraš | Sony α7C + FE 55mm f/1.8 ZA | 1/250s @ f/2.5, ISO 500

Agora, Nemanja pensa de forma diferente em relação a trabalhar num estúdio com um plano de fundo branco e recentemente tem trabalhado numa série de retratos em que fotografa pessoas que conhece com a sua Sony Alpha 7C. O fotógrafo escolhe os seus objetos com base em algo que vê neles e que acha interessante. "Se quiser fotografar um retrato, não é pela beleza ou roupas. É porque têm algo que me parece interessante e que quero captar através da minha câmara".

retrato de dois homens lado a lado

© Nemanja Maraš | Sony α7C + FE 85mm f/1.8 | 1/100s @ f/11, ISO 1250

A simplicidade de fotografar a preto-e-branco num plano de fundo branco permite que Nemanja se concentre apenas no caráter e emoção do seu objeto. "Gosto do minimalismo e da clareza de um plano de fundo branco combinado com fotografia a preto-e-branco, pois elimina todas as outras distrações".

A filosofia da simplicidade estende-se às câmaras, lentes e iluminação utilizadas por Nemanja. Geralmente, ilumina o rosto do objeto com apenas um flash através de uma sombrinha branca grande. "Às vezes, utilizo duas luzes no plano de fundo para mantê-lo completamente branco, mas de vez em quando sou um pouco preguiçoso e não o faço", revela de forma sincera. "Gosto de manter a luz suave e simples", continua "porque me dá a liberdade para me concentrar na pessoa. Quero que o rosto da pessoa conte a sua história".

retrato de um homem mais velho com o cabelo penteado para trás

© Nemanja Maraš | Sony α7C + FE 85mm f/1.8 | 1/100s @ f/11, ISO 1250

Nemanja fotografa com a Sony Alpha 7C e escolhe configurar a câmara para fotografar em monocromático para que consiga ver o resultado da imagem antes de premir o obturador. A Alpha 7C pode parecer uma escolha curiosa para fotografar retratos em estúdio, mas Nemanja gosta do estilo do telémetro elegante da câmara.

"Talvez seja por ter crescido a sonhar ter uma câmara com telémetro cara, da mesma forma que uma pessoa quer um relógio Rolex. Gosto da forma como a Alpha 7C assenta na minha mão", continua. "É como uma câmara compacta pequena que me dá liberdade para me mover".

Todos sabemos que 85 mm é a distância focal preferida da maioria dos fotógrafos para fotografar em retrato, mas Nemanja prefere a perspetiva da lente Sony FE 55mm f/1.8 ZA. É uma lente mais íntima no estúdio, que lhe permite estar mais perto do objeto e criar uma ligação com o mesmo. A comunicação é essencial para obter a imagem final.

retrato de um homem sentado num banco

© Nemanja Maraš | Sony α7C + FE 55mm f/1.8 ZA | 1/250s @ f/2.5, ISO 500

"Quando não tenho uma visão clara da ideia para a imagem, trabalho apenas com o objeto e peço-lhe para se mexer enquanto fotografo. Depois", continua "quando vejo algo de que gosto, digo-lhe que está ótimo e peço que volte à pose ou a mantenha, e faço alguns ajustes pequenos. É como um pintor a fazer um esboço".

Nemanja também combina a sua Sony Alpha 7C com a lente 24mm f/2.8 G. O seu tamanho pequeno significa que combina perfeitamente com a Alpha 7C, e a distância focal grande angular permite-lhe ser criativo com a perspetiva.

mulher sentada a usar óculos de sol

© Nemanja Maraš | Sony α7C + FE 24mm f/2.8 G | 1/320s @ f/2.8, ISO 640

"Tenho uma fotografia de uma rapariga num fato preto, sentada numa cadeira. Fotografei-a com a lente de 24 mm, que fornece linhas guia interessantes que atraem para o seu rosto. Oferece algo criativo à imagem sem que o corpo do objeto fique completamente distorcido".

A composição pouco convencional de algumas imagens é muito deliberada. Nemanja evita intencionalmente as regras convencionais e, em vez disso, confia nos seus instintos em relação ao que simplesmente fica bem.

mulher a usar um top branco

© Nemanja Maraš | Sony α7C + FE 55mm f/1.8 ZA | 1/125s @ f/2.8, ISO 400

"Dizem que devemos aprender as regras, para que as possamos quebrar. Às vezes, gosto de cortar a imagem, para que tenha um aspeto desconfortável, mas no bom sentido. Essa é a melhor forma de a arte falar por si", explica. "A arte deve deixar as pessoas desconfortáveis, porque inicia um processo dentro de nós. Por outro lado, às vezes, gosto de colocar as pessoas confortavelmente no meio do enquadramento. Tudo depende do que os meus instintos me dizem".

mulher mais velha a usar um chapéu

© Nemanja Maraš | Sony α7C + FE 55mm f/1.8 ZA | 1/250s @ f/2.8, ISO 640

Ao explorar os seus instintos, Nemanja consegue criar retratos a preto-e-branco no seu estilo sem se preocupar com o que os outros possam pensar das suas imagens. "Penso que toda a gente já fotografou algo a preto-e-branco pelo menos uma vez, mas ao seguirmos o nosso instinto e experimentarmos novas ideias, vamos conseguir encontrar uma forma de lhe dar um toque pessoal".

Produtos incluídos

Nemanja Maraš

Nemanja Maraš | Serbia

"O subconsciente humano, o rosto por trás da máscara é o que me desperta maior interesse"

Histórias relacionadas

Inscreva-se para receber a sua newsletter α Universe

Parabéns! Subscreveu a newsletter α Universe com êxito

Introduza um endereço de e-mail válido

Lamentamos! Ocorreu um erro

Parabéns! Efetuou a subscrição com êxito