picos montanhosos acima das nuvens

Ver para crer

Joni Hedinger

Ao emergir da sua tenda nas encostas do Bishorn, nos Alpes Peninos suíços, Joni Hedinger depara-se com escuridão. A noite ainda vai a meio, mas está na hora de subir ao cume da montanha para, assim espera, assistir a um nascer do sol hipnotizante. Tendo realizado a escalada de 4153 metros dois dias antes e sido desapontado por uma vista de nuvens densas, esta é a sua última oportunidade.

"O Bishorn estava no topo da minha lista há muito tempo", confessa Joni. "Apesar do clima, a escalada anterior foi incrível porque conquistei o meu primeiro pico de 4000 metros. Tinha ouvido coisas fantásticas acerca da vista do cume numa manhã de céu limpo e estava morto por vê-la em plena glória. Felizmente, correspondeu às expectativas."

pessoa em pé, de capacete com lanterna, numa montanha ao pôr do sol © Joni Hedinger| Sony α7 IV + FE 35mm f/1.4 GM | 1/60s @ f/1.6, ISO 1600

Fotógrafo profissional desde 2015, Joni tem trabalhado em diversas áreas, mas as montanhas são a sua verdadeira paixão. "A combinação entre aventura, experiência e criatividade é o que me fascina", explica, "e é isso que encontro nestas viagens. Escalo os lugares mais belos e tento imortalizar estes sentimentos com a minha câmara."

Para o conseguir, Joni afirma que são vários os ingredientes necessários: trabalhar sob a luz certa, realizar uma composição cuidadosa que transporte o espectador para os locais fotografados e utilizar uma lente que forneça uma visão realista do mundo. "Gosto de captar imagens com pessoas," declara, "uma vez que proporcionam uma sensação de escala e permitem que os espectadores imaginem que fazem parte da aventura.”

picos montanhosos acima das nuvens © Joni Hedinger| Sony α7 IV + FE 35mm f/1.4 GM | 1/1000s @ f/2.0, ISO 125

Relativamente à escolha da lente, há muito tempo que Joni é fiel à lente de distância focal fixa de 35 mm para registar as suas aventuras. Agora utiliza a exemplar Sony FE 35mm f/1.4 GM. O que é tão atrativo numa lente de distância focal? "Durante muitos anos, fotografei com a Sony Zeiss FE 35mm f/1.4", explica, "e ainda utilizaria essa lente se a nova 35mm GM não tivesse aparecido. Esta distância focal numa câmara full-frame faz dela uma lente perfeita para documentários. Seja em casamentos ou em aventuras alpinas, a lente de 35 mm reproduz os momentos da forma mais próxima possível à visão humana."

"Normalmente, só troco para outras distâncias focais quando preciso de algo específico. Por exemplo, se num espaço estreito necessitar das características de uma grande angular, que é muito mais ampla, ou se quiser aproximar-me de um objeto com uma lente teleobjetiva. Contudo, essas distâncias focais resultam sempre numa visão ligeiramente diferente da nossa."

joni hedinger a segurar na sua sony alpha 7m4 com a lente sel3514gm

Em relação à própria lente de 35 mm, Joni tem ficado incrivelmente impressionado com todos os seus aspetos. "Em conjunto com as minhas Alpha 7R V e Alpha 7 IV, a velocidade e precisão da focagem automática ajudam-me a ser mais criativo e a manter a concentração na fotografia em vez de nas definições", afirma. "Quando fotografo pessoas na paisagem, posso utilizar o zoom e verifico que a focagem se fixa sempre perfeitamente nos olhos."

A abertura máxima de f/1.4 é igualmente uma grande vantagem para Joni, sendo também um dos motivos por que gosta de trabalhar com distâncias focais fixas. "Em projetos de aventura, posso ter de fotografar durante o nascer do sol, o pôr do sol ou as “horas azuis”, pelo que preciso de toda a luz que conseguir obter", explica. "A luz nas montanhas pode ser efémera. Assim, é importante conseguir trabalhar com a câmara na mão em momentos de pouca luz, sempre que tal for necessário."

homem em pé em frente ao lago de uma montanha © Joni Hedinger| Sony α7 IV + FE 35mm f/1.4 GM | 1/1000s @ f/3.2, ISO 250

"Devido ao estilo de fotografia de que gosto, normalmente trabalho em espaços abertos", continua. "Isto proporciona uma boa profundidade a quase todas as fotografias, mesmo que o objeto não esteja próximo. Por vezes, opto por f/4, mas raramente ultrapasso este valor, mesmo com paisagens. Prefiro imagens com um pouco de suavidade proveniente de uma profundidade de campo limitada, visto que, mais uma vez, se assemelha mais à nossa visão."

A lente de 35 mm é também conhecida pela sua nitidez, algo que Joni também aprecia. "Imprimo cada vez mais as minhas fotografias em formatos de grandes dimensões, pelo que é especialmente importante que as imagens tenham uma excelente qualidade e nitidez. É por isso que as lentes GM da Sony combinam comigo na perfeição. Como sei que vou obter uma nitidez fantástica diretamente da câmara, sei que não vou ter de realizar quaisquer processamentos especiais e posso passar mais tempo a fotografar!"

"Por último, ao ter apenas 500 gramas, a lente é surpreendentemente leve, o que é algo que qualquer pessoa que já tenha escalado uma montanha certamente aprecia!" Ri-se. "Também gosto que tenha um anel de abertura manual, que facilita os ajustes quando estou de luvas."

homem sentado fora de uma tenda na encosta de uma montanha © Joni Hedinger| Sony α7 IV + FE 35mm f/1.4 GM | 1/400s @ f/2.8, ISO 100

Já a planear a sua próxima aventura com a Sony FE 35mm f/1.4 GM, Joni tem a Noruega em vista e espera captar a elusiva aurora boreal. "Quero esta lente comigo em muitas futuras viagens e, claro, vai estar comigo também em futuras câmaras Alpha", conclui. "As boas lentes ficam sempre connosco."

Produtos incluídos

Histórias relacionadas

Inscreva-se para receber a sua newsletter α Universe

Parabéns! Subscreveu a newsletter α Universe com êxito

Introduza um endereço de e-mail válido

Lamentamos! Ocorreu um erro

Parabéns! Efetuou a subscrição com êxito