luz laranja a bater numa montanha ao anoitecer

Perfil da lente | FE 20-70mm f/4 G

Ananda Joinet

Inspirada nas formas geométricas do deserto de Bardenas, a fotógrafa Ananda Joinet partiu para explorar e captar a beleza selvagem de um dos locais mais originais da Europa, acompanhada pelo seu kit da Sony.

"Queria mostrar como a natureza é incrível e que o Homem não inventou nada. Inspiramo-nos em tudo o que nos rodeia: formas geométricas, curvas, linhas, materiais. A origem de tudo é a natureza", afirma Ananda.

luz laranja a bater numa montanha ao anoitecer © Ananda Joinet | Sony α7 IV + FE 20-70mm f/4 G | 1/800s @ f/4.0, ISO 400

Havia muitos desafios quando fotografou o projeto num ambiente hostil e abrasado pelo sol. "Tive de lidar com clima quente, falta de tempo, condições de luz e se iria conseguir captar bons pores do sol durante a viagem. Além disso, tive de enfrentar um número razoável de caminhantes. Contudo, a maioria das pessoas não se aventura muito no deserto, mas quem se aventura, está de facto "sozinho no mundo"".

Ananda viajou para o deserto com a Sony Alpha 7 IV, que leva sempre consigo. "É muito versátil. Como sou também videógrafa, esta câmara permite-me também filmar. Fico sempre muito impressionada com a definição que se consegue com a resolução do sensor de 33 MP. Com a precisão e a fiabilidade da focagem automática, nunca perco uma fotografia", afirma Ananda.

cadeia montanhosa de bardenas ao anoitecer © Ananda Joinet | Sony α7 IV + FE 20-70mm f/4 G | 1/800s @ f/4.0, ISO 400

As séries de imagens são conhecidas pelas suas cores, captando a frieza e o calor do deserto, à medida que se transformam do dia para a noite. Aquela cor fazia parte da história que Ananda queria captar, mas também uma parte divertida da série.

cadeia de montanhas à frente de um céu sombrio © Ananda Joinet | Sony α7 IV + FE 20-70mm f/4 G | 1/25s @ f/4.0, ISO 125

"Experimentar com as cores e luzes foi muito satisfatório. As luzes ao nascer e ao pôr do sol criavam sombras e nuances incríveis no vale e nas curvas das montanhas de Bardenas. Estas cores quentes, em contraste com as montanhas, criam um universo muito explícito."

montanha pontiaguda, banhada numa luz quente © Ananda Joinet | Sony α7 IV + FE 20-70mm f/4 G | 1/25s @ f/4.5, ISO 125

As cores ajudam a contar parte da história da incrível paisagem e fazem com que pareça um outro mundo. "Procuro uma determinada emoção na paisagem: uma luz, um ambiente. Gosto de mostrar a beleza de cada elemento da natureza, quer seja alegre ou melancólico. Tento sempre criar um ambiente poético ou nostálgico nas minhas imagens para que transmita, a quem as veja, o mesmo que senti quando parei para tirar a fotografia."

lama seca num deserto árido © Ananda Joinet | Sony α7 IV + FE 20-70mm f/4 G | 1/1250s @ f/4.0, ISO 320

A lente que tinha montada na Sony Alpha 7R IV era a lente da série FE 20-70mm f/4 G. Proporciona um campo de visão mais amplo do que uma lente de zoom de 24-70mm tradicional, mas com uma abertura de f/4 mais pequena, é suficientemente leve e pequena para ser uma excelente lente de viagem, o que permite aos fotógrafos explorar com liberdade.

"Utilizei a FE 20-70mm f/4 G para estas fotografias porque é incrivelmente adaptável: posso mudar de um ângulo ultra-amplo para uma ligeira teleobjetiva, que é muito prática quando pretendo tirar vários tipos de fotografias. É também muito leve, por isso é uma lente obrigatória para viagens."

lama rachada no chão do deserto © Ananda Joinet | Sony α7 IV + FE 20-70mm f/4 G | 1/250s @ f/6.3, ISO 320

Em teoria, parece haver apenas uma ligeira diferença entre tirar fotografias a 20 mm e a 24 mm, mas isso pode ter um impacto considerável nas imagens. "Dei por mim a tirar fotografias a 20 mm em várias situações e fiquei impressionada. Não contava com uma nitidez tão boa de uma lente f/4 e não tem qualquer perda de nitidez nas margens da imagem. É uma excelente lente para fotografia e vídeo."

Estas são duas fotografias que Ananda adora no projeto. Cada imagem mostra que, apesar do ambiente adverso do deserto, a natureza continua presente e não pode ser parada.

grande plano de lama rachada no deserto © Ananda Joinet | Sony α7 IV + FE 20-70mm f/4 G | 1/800s @ f/4.0, ISO 320
planta seca rodeada por lama rachada © Ananda Joinet | Sony α7 IV + FE 20-70mm f/4 G | 1/800s @ f/4.0, ISO 320

"Na primeira fotografia, veem-se pegadas de veados e raposas no chão depois da chuva e que permanecem até às próximas chuvas. A segunda fotografia é de uma urze que, apesar da terra árida e dos ventos secos, continua a florescer apesar de tudo."

Existem também fotografias tiradas de um plano mais elevado que captam os vales do deserto. "Adoro estas vistas de cima, porque nos projetam para cima da cena como espetadores do que está a acontecer perante os nossos olhos. Dá-me vontade de regressar e tentar fotografar a fauna escondida."

No final deste ano, Ananda vai levar a sua lente da série FE 20-70mm f/4 G para a Noruega e depois vai fotografar raposas polares em Hornstrandir, na Islândia. "Vou tentar tirar fotografias da vida selvagem com a lente 20-70mm mais ampla. Como é óbvio, vou levar também as minhas lentes teleobjetivas, mas vai ser interessante ver como consigo fotografar as raposas e o seu habitat com a 20-70mm"

Produtos incluídos

Histórias relacionadas

Inscreva-se para receber a sua newsletter α Universe

Parabéns! Subscreveu a newsletter α Universe com êxito

Introduza um endereço de e-mail válido

Lamentamos! Ocorreu um erro

Parabéns! Efetuou a subscrição com êxito