grupo de cavalos a correr em direção à câmara

Perfil da lente | FE 70-200mm f/2.8 GM OSS II

Albert Dros

Quando se trata de convenções sobre as fotografias de paisagens, Albert Dros, fotógrafo neerlandês, não obedece a regras. "Não gosto de utilizar um tripé; fotografo 80%, talvez até 90% das minhas imagens com a câmara na mão", afirma Albert. Com esta preferência, é ainda mais surpreendente que Albert utilize muitas vezes lentes teleobjetivas com zoom para fotografar paisagens. Recentemente, adicionou à sua mala para câmara a lente FE 70-200mm f/2.8 Master II da Sony, com a sua estabilização ótica Sony SteadyShot.

Albert optou por utilizar lentes de zoom devido à sua versatilidade. As lentes permitem-lhe experimentar e jogar com diferentes tipos de fotografias.

árvore solitária numa paisagem enevoada

© Albert Dros | Sony α7R IV + FE 70-200mm f/2.8 GM OSS II | 1/400s @ f/8.0, ISO 160

"No início do ano, estava a fotografar na Toscana e captei a maioria das minhas imagens com a Sony Alpha 7R IV e a lente FE 70-200mm f/2.8 GM OSS II. A lente produz imagens extremamente nítidas, pelo que mesmo com a resolução de 60 megapíxeis da Alpha 7R IV, não comprometo a qualidade de imagem. Contudo," continua, "um dos aspetos mais importantes para mim é o facto de a lente ser leve; esta versão é muito mais leve do que a 70-200mm f/2.8 GM anterior. Como tenho de viajar por todo o mundo com o kit da câmara, transportando-o por aeroportos e ao subir montanhas, tenho sempre o peso em consideração. Sempre que a Sony lança uma lente nova, fico surpreendido com a sua leveza."

Utilizar uma lente teleobjetiva com zoom é um dos aspetos que ajuda Albert a conferir um visual distinto às suas imagens de paisagens.

paisagem enevoada com papoilas em primeiro plano

© Albert Dros | Sony α7R IV + FE 70-200mm f/2.8 GM OSS II | 1/1600s @ f/2.8, ISO 125

"Fotografo muitas paisagens com diferentes camadas. Por exemplo," explica, "a Toscana tinha os locais perfeitos para fotografar partes da paisagem que estão mais longe. É fácil vermos uma cena à nossa frente e captarmos tudo com uma lente de distância focal de 24 mm, mas com uma lente como a 70-200mm f/2.8 GM II, temos de nos desafiar a encontrar a fotografia que queremos dentro da paisagem e da cena à nossa frente. Além disso," acrescenta, "existe o efeito de compressão de uma lente teleobjetiva que acrescenta profundidade e camadas a uma imagem de paisagem."

A lente não é apenas utilizada para fotografar paisagens; provou ser uma lente valiosa para diferentes cenários e Albert considera a abertura f/2.8 uma funcionalidade muito útil.

uma papoila num campo

© Albert Dros | Sony α7R IV + FE 70-200mm f/2.8 GM OSS II | 1/800s @ f/2.8, ISO 200

A abertura f/2.8 cria possibilidades," explica. "A lente tem uma distância focal bastante próxima e posso criar um visual de grande plano em muitas imagens ao fotografar com f/2.8 e desfocando o fundo. É uma loucura aquilo que se pode obter. E, claro, permite-me fotografar em condições de pouca luz. Se tirar um retrato de uma pessoa ou de um animal com f/2.8," continua, "o bokeh de fundo é muito suave. Quando se combina o bokeh com a nitidez, a lente destaca-se verdadeiramente. Esta é a essência da G Master: bokeh e nitidez impressionantes.
grande plano do olho de um cavalo

© Albert Dros | Sony α7R IV + FE 70-200mm f/2.8 GM OSS II | 1/400s @ f/7.1, ISO 100

Tal como o resto da série G Master, a lente FE 70-200mm f/2.8 GM II tem um anel de abertura que permite a Albert alterar a abertura rapidamente, mantendo uma mão na lente e a outra na câmara. E, embora a lente também tenha botões de funções que os fotógrafos podem utilizar para alterar várias funcionalidades, Albert mantém a aplicação predefinida de focagem automática.

grupo de cavalos a galopar pela água

© Albert Dros | Sony α7R IV + FE 70-200mm f/2.8 GM OSS II | 1/1000s @ f/8.0, ISO 400

Numa sessão fotográfica recente, Albert fotografou cinco cavalos brancos a galopar, proporcionando um verdadeiro teste para a 70-200 mm. "O sol estava baixo no céu, por detrás dos cavalos, criando uma luz dourada forte. A água salpicava enquanto corriam nela. Foi espetacular e lindo."

grupo de cavalos a galopar pela água com o sol a pôr-se atrás

© Albert Dros | Sony α7R IV + FE 70-200mm f/2.8 GM OSS II | 1/640s @ f/7.1, ISO 320

"Os cavalos corriam muito rápido na minha direção," continua, "pelo que a distância de focagem mudava constantemente. Ativei o modo de autofocus contínuo da Alpha 7R IV e o rastreamento permitia manter a focagem sempre nos cavalos. Não mudei a focagem para a água a salpicar à frente dos cavalos, nem para qualquer outro aspeto. Simplesmente, a focagem manteve-se. Funciona muito bem."

grupo de cavalos a galopar pela água com gotículas congeladas no ar

© Albert Dros | Sony α7R IV + FE 70-200mm f/2.8 GM OSS II | 1/1250s @ f/7.1, ISO 320

É essencial que todos os fotógrafos profissionais estejam familiarizados com uma gama de lentes e é por isso que Albert prefere a gama G Master. "Muitas vezes, posso estar a utilizar uma nova lente Sony, como a 70-200mm f/2.8 G Master II, mas não é nova para mim em termos de disposição. Sei exatamente onde tudo se encontra. Se a paisagem ou a iluminação mudarem de repente, posso ir à minha mala buscar uma lente que nunca utilizei antes e está tudo no mesmo sítio, tal como nas outras lentes G Master. É outro aspeto fantástico da gama G Master e um dos motivos pelos quais continuarei a utilizá-la."

Produtos incluídos

Albert Dros

Albert Dros | Netherlands

"Sou obcecado pela fotografia perfeita"

Histórias relacionadas

Inscreva-se para receber a sua newsletter α Universe

Parabéns! Subscreveu a newsletter α Universe com êxito

Introduza um endereço de e-mail válido

Lamentamos! Ocorreu um erro

Parabéns! Efetuou a subscrição com êxito