Focagem da imagem

Virgo Haan | Black is Back

Por vezes, as imagens mais simples são as mais eficazes e a simplicidade é muito importante para quem faz cinemagrafia. Estas imagens, que ocupam um espaço entre a fotografia e o vídeo, requerem uma atenção especial e construção precisa e provocam uma impressão única no espetador.

As cinemagrafias mais interessantes são aquelas em que não esperamos que alguma coisa se mova. Quando julgamos que se trata de uma fotografia e o movimento nos surpreende. Por isso, são excelentes ferramentas de marketing e muitas marcas utilizam-nas porque se destacam num feed de notícias. Neste caso, "Black is Back" foi criado a pensar na exposição Villeroy & Boch Bath PhotoArt. O tema nesta cinemagrafia foi uma banheira preta e branca, por isso, utilizei cores monotom.

pessoa de chapéu em banheira

© Virgo Haan | Sony α7R III + FE 24-70mm f/2.8 GM | 1/160s @ f/2.8, ISO 320

Criei esta cinemagrafia no meu estúdio com a artista de maquilhagem Janika Slepnjov e pintámos o corpo da modelo Kseniia Satarova para obter este visual de camadas. Cada objeto produz um contraste de preto sobre branco. Mesmo a sombra no pescoço é pintada para adicionar contraste. Não queria revelar o rosto, porque achei que distrairia o espetador, por isso, a modelo está de costas voltadas.

Quando trabalhava na cinemagrafia final, tive de pensar na forma como a fotografia e os elementos móveis, os recursos, seriam combinados no software. Utilizei o Adobe After Effects e havia três recursos aqui: a fotografia de Kseniia na banheira e dois clipes, um com a água preta em movimento e o outro com o vapor a subir acima da cabeça. Numa repetição, precisamos de movimento constante, mas numa composição simples como esta, o processo é fácil. Cortamos o clipe a meio e, em seguida, colocamos a primeira camada sobre a segunda. Quando desvanecemos a sua opacidade de 0 para 100, conferimos uma impressão de movimento infinito.

O mais importante é que tudo permaneça imóvel e que a composição, a cor e a exposição não mudem entre os recursos. Coloquei a minha Sony Alpha 7R III num tripé, captei no modo de exposição manual com as definições de 1/160 s a f/2.8 e ISO 320. Quando consegui a imagem fixa que pretendia, mudei a câmara para o modo de vídeo e gravei a água em movimento e tudo encaixou perfeitamente. É claro que a Kseniia também teve de ficar estática! É ótimo utilizar uma câmara que permite alternar tão facilmente entre fotografia e vídeo de qualidade elevada.

Por vezes, as obras tecnicamente mais complexas não chamam tanto a atenção como os trabalhos mais simples e acessíveis, de que toda a gente gosta! Tecnicamente, esta cinemagrafia não foi muito difícil de realizar, mas é uma das mais impactantes e populares desta série. Embora seja uma das mais fáceis que já fiz, o impacto que teve foi o maior de sempre.

Pode ver a cinemagrafia original no website de Virgo aqui

Virgo Haan

Virgo Haan | Estonia

"Dou o meu melhor para criar trabalhos mais importantes do que as questões do dia a dia"

Histórias relacionadas

Inscreva-se para receber a sua newsletter α Universe

Parabéns! Subscreveu a newsletter α Universe com êxito

Introduza um endereço de e-mail válido

Lamentamos! Ocorreu um erro

Parabéns! Efetuou a subscrição com êxito