A segunda edição dos Sony Future Filmmaker Awards 2024 encerra com grande sucesso e anuncia o painel de jurados

SFFA.png

PRESS RELEASE - 14 MARÇO 2024 - A Creo tem o prazer de revelar o painel de jurados dos Sony Future Filmmaker Awards 2024. A competição da segunda edição do principal programa anual para curtas-metragens e cineastas, que terminou no início deste mês, constitui uma porta de entrada para o desenvolvimento de talentos cinematográficos de todo o mundo.

Após uma edição de lançamento celebrada em 2023, este ano a competição dos Sony Future Filmmaker Awards decorreu de 15 de junho de 2023 a 15 de fevereiro de 2024, recebendo mais do dobro do número de inscrições do ano anterior. Os Prémios foram criados para elevar vozes originais e diversificadas com uma nova perspetiva sobre a narração de histórias, oferecendo aos realizadores oportunidades que definem a sua carreira e um acesso inigualável ao funcionamento interno da indústria. De participação gratuita e aberta a todos os cineastas a nível internacional, os Prémios receberam este ano uma resposta extremamente entusiástica, com mais de 8400 filmes de mais de 5000 cineastas de 148 países e territórios.

Presidido pelo premiado realizador Justin Chadwick pelo segundo ano consecutivo, o júri deste ano reúne um painel de especialistas líderes do setor, incluindo: Michael Barker e Tom Bernard, Cofundadores e Copresidentes da Sony Pictures Classics; Rob Hardy ASC, BSC, diretor de fotografia galardoado com o prémio BAFTA; Kate Reid BSC, aclamada diretora de fotografia britânica; o diretor de fotografia Robert Primes ASC, vencedor de um prémio Emmy; e o célebre realizador australiano Unjoo Moon.

Justin Chadwick, premiado realizador de teatro, televisão e cinema e Presidente do Júri, afirmou: "É um prazer voltar a presidir a este novo e prestigiado painel de criativos premiados. No ano passado, trouxemos para a ribalta 30 realizadores excecionalmente talentosos de todo o mundo, sendo que cada um teve a oportunidade única de aceder ao funcionamento interno da indústria em Los Angeles, abrindo portas a oportunidades de lançamento de carreira. Pela minha própria experiência, a arte da curta-metragem não deve de forma alguma ser subestimada, e estou ansioso por descobrir mais indivíduos brilhantes e talentosos através desta próxima seleção."

A partir de uma longa lista de participações elogiadas, na primeira fase do processo, os jurados Robert Primes ASC e Unjoo Moon selecionarão os 30 melhores filmes que farão parte da lista de pré-selecionados deste ano. Na segunda fase do processo de avaliação, os jurados Michael Barker, Tom Bernard, Rob Hardy ASC, BSC e Kate Reid BSC escolherão os vencedores das categorias deste ano, premiando a excelência criativa e as abordagens originais à narrativa. Ambas as fases do processo de avaliação são presididas por Justin Chadwick e os 30 cineastas pré-selecionados serão anunciados a 23 de abril de 2024.

Proporcionando um ponto de acesso único à indústria, os 30 cineastas pré-selecionados viajarão até Los Angeles para participarem num extenso programa de workshops e assistirem à cerimónia de entrega dos Prémios, onde os seis vencedores das categorias serão anunciados a 30 de maio de 2024 no Cary Grant Theater, localizado nas históricas instalações dos Sony Pictures Studios em Culver City, Califórnia. Os seis vencedores receberão prémios monetários e equipamento fotográfico da Sony.

 

NOVIDADES EM 2024 E PRÉMIOS

A edição de 2024 introduziu um novo formato de competição, com um total de seis categorias para os cineastas participarem: Ficção, Não-Ficção, Ambiente, Estudante, Formato Futuro - incluindo filmes gravados exclusivamente com smartphone - e uma nova categoria de Animação .

Este ano, os vencedores e os realizadores pré-selecionados são convidados a participar num programa alargado de workshops de quatro dias em Los Angeles, que proporciona um acesso exclusivo aos bastidores da indústria e abrange uma série de tópicos, desde a apresentação de propostas até à área jurídica, passando pelo trabalho com agências de talentos e a utilização de tecnologias inovadoras. A partir desta edição, os Sony Future Filmmaker Awards passam a decorrer na primavera, com o programa de workshops de quatro dias e a cerimónia de entrega de Prémios a ter lugar nos Sony Pictures Studios em Culver City, Califórnia, de 28 a 31 de maio de 2024.

Além de participarem no programa de workshops e receberem equipamento de imagem da Sony, os vencedores das categorias Ficção, Não-Ficção, Ambiente e Animação recebem também um prémio monetário no valor de 5000 dólares americanos. O vencedor da categoria Formato Futuro recebe um prémio monetário de 2500 dólares americanos. O vencedor da categoria Estudante e a instituição recebem equipamento de imagem da Sony.

 

Para mais informações, visite www.sonyfuturefilmmakerawards.com.

 

 

CONTACTOS PARA A IMPRENSA:

 

Polly Brock | Hugo Ximenes

media@creoarts.com

+44 207 886 3051

 

Scenario Communications

Steven Wilson | Kylie Elliot | Austin Good

sffawards@scenariopr.com

 

 

NOTAS AOS EDITORES

Sony Future Filmmaker Awards

Criados pela Creo e patrocinados pela Sony, os Sony Future Filmmaker Awards são um importante programa anual de prémios para curtas-metragens, dedicado a apoiar e a promover cineastas e criadores independentes de todo o mundo. Distinguindo-se pelos seus prémios excecionais, o programa oferece aos cineastas bem-sucedidos oportunidades inestimáveis, como uma viagem a Los Angeles e aos históricos estúdios Sony Pictures Studios em Culver City, Califórnia, onde têm acesso exclusivo a especialistas e a uma perspetiva ímpar sobre o funcionamento interno da indústria. Adicionalmente, os vencedores recebem prémios monetários e uma variedade de equipamento de imagem digital da Sony. De participação gratuita, os Prémios incluem seis categorias: Ficção, Não-Ficção, Ambiente, Estudante, Animação e Formato Futuro, e são avaliados por um painel de personalidades de renome. Ao apoiarem talentos na área do cinema, vídeo e narração de histórias, os Sony Future Filmmaker Awards proporcionam uma porta de entrada para o desenvolvimento da excelência criativa. www.sonyfuturefilmmakerawards.com

A Creo cria e organiza eventos e programas em três áreas fundamentais: fotografia, cinema e arte contemporânea. Fundada em 2007 como World Photography Organisation, desde então a Creo alargou o seu âmbito de atuação, aprofundando a sua missão de desenvolver oportunidades significativas para criativos e de expandir o alcance das suas atividades culturais. Atualmente, os seus principais projetos incluem os Sony World Photography Awards, Sony Future Filmmaker Awards, PHOTOFAIRS New York, PHOTOFAIRS Shanghai, Photo London. Trabalhando em parceria com a Angus Montgomery Arts, a Creo ajuda a concretizar as iniciativas do grupo, incluindo algumas das principais feiras de arte do mundo. Inspirada na palavra latina para "Eu crio", é neste espírito que a Creo procura capacitar e dar liberdade às vozes criativas. www.creoarts.com

A Sony Corporation é responsável pelo segmento de produtos de Entretenimento, Tecnologia e Serviços (EP&S) do Sony Group. Com o objetivo de "continuar a fornecer Kando e Anshin* às pessoas e à sociedade em todo o mundo através da busca de tecnologias e novos desafios", a Sony irá criar produtos e serviços em várias áreas, como o entretenimento em casa, som, imagem e comunicações móveis. Para mais informações, visite: www.sony.net


* Ambas palavras japonesas, "Kando" significa emoção e "Anshin" possui vários significados, tais como paz de espírito, tranquilidade, fiabilidade e confiança.

A Sony Pictures Entertainment (SPE) é uma subsidiária da Sony Group Corporation, sediada em Tóquio. As operações globais da SPE incluem a produção, aquisição e distribuição de filmes; produção, aquisição e distribuição de conteúdos televisivos; cadeias de televisão; criação e distribuição de conteúdos digitais; operação de estúdios de gravação; e desenvolvimento de novos produtos, serviços e tecnologias de entretenimento. A Sony Pictures Television dispõe de múltiplas empresas de produção, participadas ou detidas integralmente, em todo o mundo. As organizações de produção do Motion Picture Group da SPE incluem a Columbia Pictures, Screen Gems, TriStar Pictures, 3000 Pictures, Sony Pictures Animation, Stage 6 Films, AFFIRM Films, Sony Pictures International Productions e Sony Pictures Classics. Para mais informações, visite www.sonypictures.com/corp/divisions

 

 

JURADOS DE 2024

Justin Chadwick é um premiado encenador e realizador britânico de televisão e cinema. É mais conhecido pelos seus filmes aclamados pela crítica, incluindo Mandela: Longo Caminho para a Liberdade (2013), nomeado para os Globos de Ouro, BAFTA e Óscares, Duas Irmãs, um Rei, nomeado para os AFI e IFTA (2008); A Febre das Tulipas (2017) e Uma Lição de Vida (2010). Os seus filmes conquistaram múltiplos galardões, incluindo o Prémio do Público no Durban International Film Festival, o Prémio do Público para Melhor Filme no Doha Tribeca Film Festival, os prémios Escolha do Melhor Realizador e Escolha do Público no Sedona Film Festival e Melhor Longa-metragem no Palm Beach Film Festival 2010. As suas curtas-metragens galardoadas incluem Boy (2011), Shakespeare Shorts (1996) e Family Style (1993). Os seus créditos recentes incluem a nova série Shardlake (2024) da Disney+ e Fear da Amazon, atualmente em produção.

Michael Barker é Copresidente e Cofundador da Sony Pictures Classics. Juntamente com Tom Bernard, distribuiu alguns dos melhores filmes independentes. Anteriormente, foi executivo da primeira empresa de distribuição especializada dos tempos modernos, a United Artists (1980-1983), antes de cofundar a Orion Classics (1983-1991) e a Sony Pictures Classics. Ao longo da sua carreira, Barker lançou filmes prestigiados que receberam 41 Óscares entre 187 nomeações, incluindo nomeações para Melhor Filme com O Pai, Chama-me pelo Teu Nome, Whiplash - Nos Limites, Amor, Meia-Noite em Paris, Uma Outra Educação, Capote, Regresso a Howards End e O Tigre e o Dragão. Bernard e Barker receberam numerosos reconhecimentos pelo seu trabalho, incluindo a homenagem do Directors Guild of America pelas suas contribuições significativas para a indústria, a Legião de Honra Francesa em reconhecimento das suas contribuições contínuas para a cultura francesa, o Spirit of Independence Award da Film Independent no Festival de Cinema de Los Angeles e o The Women in Film Beacon Award da Women in Film Los Angeles, em reconhecimento do seu apoio inigualável às mulheres cineastas ao longo das suas carreiras. Barker é atualmente Copresidente do Conselho de Administração do Museu da Imagem em Movimento, membro do Conselho Consultivo do Reitor de Meios de Entretenimento e Tecnologia da NYU Stern School of Business e, no passado, lecionou na Columbia University School of the Arts e na Universidade de Chicago. Foi também incluído no Texas Film Hall of Fame.

Tom Bernard é Copresidente e Cofundador da Sony Pictures Classics. Juntamente com Michael Barker, distribuiu alguns dos melhores filmes independentes. Anteriormente, foi diretor da primeira empresa de distribuição especializada dos tempos modernos, a United Artists (1980-1983), antes de cofundar a Orion Classics (1983-1991) e a Sony Pictures Classics. Ao longo da sua carreira, Bernard lançou filmes de prestígio que receberam 41 Óscares entre 187 nomeações, incluindo nomeações para Melhor Filme para O Pai, Chama-me Pelo Teu Nome, Whiplash - Nos Limites, Amor, Meia-Noite em Paris, Uma Outra Educação, Capote, Regresso a Howards End e O Tigre e o Dragão. Bernard e Barker receberam numerosos reconhecimentos pelo seu trabalho, incluindo a homenagem do Directors Guild of America pelas suas contribuições significativas para a indústria, a Legião de Honra Francesa em reconhecimento das suas contribuições contínuas para a cultura francesa, o Spirit of Independence Award da Film Independent no Festival de Cinema de Los Angeles e o The Women in Film Beacon Award da Women in Film Los Angeles, em reconhecimento do seu apoio inigualável às mulheres cineastas ao longo das suas carreiras. Bernard, duas vezes homenageado pela Monmouth Arts pela sua dedicação às artes, é o New Jersey State Film Commissioner, copresidente do Asbury Park Music and Film Festival, e membro da Academy of Motion Picture Arts and Sciences e da British Academy of Film and Television Arts, do Conselho de Administração da Count Basie Theatre Foundation, do Conselho Consultivo do Atlantic Highland Arts Council e do Monmouth County Arts Council.

Rob Hardy ASC, BSC é um diretor de fotografia britânico, aclamado pelo seu trabalho inovador em Missão : Impossível - Fallout (2018), e a sua colaboração contínua com Alex Garland em Ex-Machina (2014), Aniquilação (2018), Devs (2020), Men (2022) e o próximo épico visceral Guerra Civil (2024). Ganhou também o BAFTA de fotografia pelo poderoso drama Rapaz A (2007), que foi rapidamente seguido pelo influente Red Riding 1974 (2009). Outros créditos incluem o atmosférico Shadow-Dancer (2012) de James Marsh e a peça de época Invisible Woman (2013) para Ralph Fiennes.

Unjoo Moon é uma realizadora australiana nascida na Coreia do Sul. É conhecida pela sua longa-metragem I Am Woman: A Voz da Mudança (2020), que estreou no Festival Internacional de Cinema de Toronto de 2019 e pela qual recebeu uma nomeação para Melhor Realizador no Australian Directors Guild e 9 nomeações para os Australian Academy of Cinema and Television Arts Awards, incluindo Melhor Filme, e foi galardoada com o prémio inaugural Athena Breakthrough Award, patrocinado pela Netflix. Depois de trabalhar como repórter televisiva para a ABC TV, a sua paixão por contar histórias levou-a à Australian Film Television & Radio School, onde conheceu o seu parceiro criativo, o diretor de fotografia vencedor de um Óscar, Dion Beebe. Juntos, fundaram a produtora Deep Blue Pacific e mudaram-se para Los Angeles, onde Moon frequentou o American Film Institute, onde se licenciou com um Master of Fine Arts e o prémio de realização Franklin J Schaffner. Realizou e produziu várias curtas-metragens, vídeos musicais, anúncios publicitários e documentários premiados, incluindo The Zen of Bennett (2012), e está atualmente a trabalhar numa adaptação do romance de estreia de David Yoon, best-seller do New York Times, Frankly in Love. Atualmente, faz parte do Conselho de Antigos Alunos do American Film Institute e é a presidente do primeiro Grupo Consultivo de Antigos Alunos da Australian Film Television & Radio School.

Robert Primes ASC começou como realizador de documentários e depois tornou-se realizador/cinematógrafo comercial. Tornou-se diretor de fotografia de televisão e de longas-metragens, tendo filmado a primeira temporada de Thirtysomething (1989). Recebeu dois Emmys pelo seu trabalho em My Antonia(1995) e na série Felicity (1998), bem como o prémio da American Society of Cinematographers por MDs (2002), o primeiro programa filmado digitalmente a ganhar um grande prémio de cinematografia. Primes fez lobby no Congresso pelos direitos dos artistas e por uma norma de qualidade de imagem televisiva mais elevada, tendo também representado os cineastas no National Film Preservation Board. Lecionou cinematografia no American Film Institute durante oito anos e fez parte da direção da American Society of Cinematographers e da International Cinematographers' Guild.

Kate Reid BSC é uma cineasta galardoada. Depois de trabalhar como assistente de câmara, estudou cinematografia na prestigiada National Film and Television School, onde recebeu a bolsa Freddie Francis. Os créditos recentes de Kate incluem a segunda temporada de Silo da Apple TV+, a adaptação de Steven Knight de Great Expectations (2023), The Baby da HBO (2022) e The Nevers (2021), pela qual recebeu uma nomeação da American Society of Cinematographers para Melhor Cinematografia numa série de televisão não-comercial. Outros créditos incluem A Guerra dos Tronos(2019) da HBO, Hanna (2019) da Amazon Prime, Press (2018) da BBC One, Marcella (2016) da Netflix, The Closer We Get (2015), a série Years of Living Dangerously (2014), vencedora de um prémio Emmy, e Venus Vs. (2013). Os filmes de Kate foram exibidos durante a competição em festivais internacionais, incluindo Sundance, Berlim e SXSW. Ganhou vários prémios de melhor cinematografia pelas suas curtas-metragens, incluindo o prémio Underwire por Nazi Boots (2015). Kate foi incluída na lista Next Generation of UK Film Award Contenders de 2020 da Screen Daily & The British Film Commission, e foi nomeada como um dos 10 Diretores de Fotografia na lista Ascending Stars of Cinematography de 2018 da Definition Magazine. No mesmo ano, foi convidada a tornar-se membro da British Society of Cinematographers.

 

 

 

 

 

Receba atualizações na sua caixa de correio

Ao clicar em "Inscrever-se", confirmo que li e concordo com a Política de Privacidade.