fotografia de costas de homem sentado em ponte de singapura à noite

As luzes noturnas de Singapura

Guillaume Ruchon

Enquanto, para muitos de nós, um autocarro panorâmico e uns auscultadores multilingues são a melhor forma de explorar uma nova cidade, para Guillaume Ruchon, uma câmara, um tripé e os seus dois pés era tudo o que precisava.

Na sua viagem mais recente a Singapura, explicou que a primeira coisa que fez ao chegar foi andar pelas ruas da cidade com a câmara e o tripé na mão. “Decidi pegar no equipamento e no tripé e dar uma volta pelas ruas à noite para conhecer toda a cidade”.

guillaume ruchon sony alpha 7RIII linha do horizonte em singapura à noite com 3 arranha-céus

© Guillaume Ruchon | Sony α7R III + FE 24-105mm f/4 G OSS | 8s @ f/10, ISO 250

Houve um local que rapidamente atraiu a atenção de Guillaume - a marina, com as suas fachadas modernas e luzes brilhantes - era a localização perfeita para instalar o tripé e começar a fotografar.

“Noutras viagens, normalmente visitaria blogues ou utilizava o Instagram para pesquisar alguns dos melhores locais a fotografar mas, no caso desta viagem, queria apenas vaguear pelas ruas e observar”, explica.

“Descobri logo que a arquitetura de Singapura é incrível.” continua, “Fiquei principalmente na zona da marina porque queria captar a linha do horizonte, o areal da baía da marina e, o Supertree Grove. E, claro, brincar com os reflexos da água.”

guillaume ruchon sony alpha 7RIII um homem a atravessar uma ponte em singapura à noite com arranha-céus no horizonte

© Guillaume Ruchon | Sony α7R III + FE 16-35mm f/2.8 GM | 10s @ f/11, ISO 100

Embora o destino possa ter sido o velho conselho para obter as melhores imagens, quando se trata de tirar fotografias fantásticas, tudo passa pela captação da luz.

“A luz é absolutamente fundamente e um tripé é essencial para manter a câmara estável de forma a captar longas exposições” explica, “também há uma decisão a tomar no que se refere ao equilíbrio de brancos, visto que diferentes fontes de luz produzem luz de cores diferentes".

guillaume ruchon sony alpha 7RIII um homem por baixo de árvores enormes iluminadas à noite em singapura

© Guillaume Ruchon | Sony α7R III + FE 16-35mm f/2.8 GM | 10s @ f/7.1, ISO 160

Para Guillaume, os cores numa cena são outra forma de expressão. “Quando se quer contar uma história numa única imagem, podemos mudar a sensação numa imagem consoante as cores quentes ou frias que utilizamos ao ajustar o equilíbrio de brancos.”

guillaume ruchon sony alpha 7RIII um homem envolvido em luz vermelha sentado nas escadas de uma piscina à noite em singapura

© Guillaume Ruchon | Sony α7R III + FE 16-35mm f/2.8 GM | 10s @ f/8.0, ISO 100

Guillaume viajou para Singapura com a sua fiel Sony α7R III e as lentes FE 16-35mm f/2.8 e 24-105mm f/4 G OSS.

Guillaume afirma que “a lente FE 16-35 f/2.8 GM é a minha primeira escolha para arquitetura e paisagens. Não é muito ampla e a distorção é mínima. Ao fazer zoom para 35 mm, ainda se consegue fotografar a f/2.8 e obter excelentes resultados em termos de nitidez e definição.”

guillaume ruchon sony alpha 7RIII fotografia traseira de longa exposição de um homem sentado numa ponte em singapura à noite

© Guillaume Ruchon | Sony α7R III + FE 16-35mm f/2.8 GM | 10s @ f/11, ISO 100

Como para muitos outros fotógrafos, o principal motivo para utilizar a Sony α7R III é a sua incrível resolução de 42,2 megapíxeis. "Não passo sem ela", diz Guillaume, "o detalhe é fantástico para editar e cortar". Com tanto detalhe, pode ser tentador definir os realces e as sombras para -100 e +100 para revelar o máximo possível, mas Guillaume recomenda aos principiantes que utilizem curvas de tom no software de edição para ajustar o brilho e o contraste. "É muito mais criativo do que ajustar apenas os realces e as sombras, mas também mais difícil aprender a utilizar com sucesso", diz.

guillaume ruchon sony alpha 7RIII linha do horizonte de singapura à noite a mostrar a marina

© Guillaume Ruchon | Sony α7R III + FE 16-35mm f/2.8 GM | 4s @ f/5.6, ISO 320

A alta resolução e a gama dinâmica não são as únicas características da α7R III que ajudam a fotografar paisagens urbanas à noite. “Algo que me ajudou realmente quando estava a fotografar em Singapura à noite foi a ampliação de 12.4x”. Para Guillaume, esta ajuda-o a focar com precisão em fraca luminosidade através do visor eletrónico. “A ampliação, em conjunto com o Focus Peaking, ajuda-me a garantir que as minhas imagens possuem a nitidez e o foco perfeitos.”

guillaume ruchon sony alpha 7RIII longa exposição da linha do horizonte de singapura à noite com edifícios refletidos na marina

© Guillaume Ruchon | Sony α7R III + FE 16-35mm f/2.8 GM | 15s @ f/10, ISO 200

Cada cidade representa uma nova oportunidade para Guillaume explorar e fotografar à noite, mas não pode tornar-se aborrecido? “Haha, nunca.”, afirma. “O tempo e as estações estão sempre a mudar, bem como a luz. Como é evidente, as minhas fotografias também mudam, à medida que evoluo e mudo o meu estilo. Há sempre algo novo a descobrir.”

Produtos incluídos

Inscreva-se para receber a sua newsletter α Universe

Parabéns! Subscreveu a newsletter α Universe com êxito

Introduza um endereço de e-mail válido

Lamentamos! Ocorreu um erro

Parabéns! Efetuou a subscrição com êxito