Deixar os olhos trabalhar

Robert Wolanski

Um bom retrato é a captura de uma emoção, um segundo congelado. Para captá-lo, temos de estar prontos. É o que diz o especialista em retrato e fotografia de moda Robert Wolanski, com uma carreira feita de momentos destes transformados em soberbos retratos.

robert wolanski sony alpha 7RII retrato de dominic miller

© Robert Wolanski | Sony α7R II + FE 85mm f/1.4 GM | 1/100s @ f/2.8, ISO 800

"Para mim, o retrato é emoção e a arte é saber captar o momento. Distingue-se da fotografia de moda e de beleza, em que a maquilhagem e o styling são mais importantes. A aparência de quem fotografo continua a ser importante, mas o retrato pretende captar o carácter, a sua história. Aprecio a modéstia e a simplicidade e, acima de tudo, a verdade".

Para chegar à verdade, Robert começa pela comunicação, consciente da importância de uma resposta rápida. Estes instantes são fugazes.

Quanto melhor a relação com o objeto, acrescenta, melhor a comunicação e mais fácil é encontrar esses momentos. Nem sempre é fácil, quando fotografamos pessoas icónicas.

 

robert wolanski sony alpha 7RII retrato de sting

© Robert Wolanski | Sony α7R II + FE 85mm f/1.4 GM | 1/25s @ f/3.2, ISO 320

"O mais importante para mim é, se possível, ter contacto antes de fotografar, mas é raro consegui-lo. Imagine-se o Pierce Brosnan ou Sting terem tempo para tomar um café e conversarem comigo!", ri-se. "Essas oportunidades são imprevisíveis e ocorrem no contexto de um projeto, como um concerto ou a estreia de um filme. Paradoxalmente, é normalmente aí que surge um instante para conversar". Um intervalo para maquilhar ou mudar de roupa, "não existem regras fixas, mas se conseguirmos conversar um pouco antes de fotografar, sobre o tempo ou os filhos, a energia começa a fluir".

robert wolanski sony alpha 7RIII retrato de rafal krolisowski

© Robert Wolanski | Sony α7R III + FE 55mm f/1.8 ZA | 1/160s @ f/5.0, ISO 80

Estar pronto significa reagir ao momento e, para isso, Robert confia no seu equipamento de câmara e no controlo da luz existente. A Sony α7R III ou RX1R II costuma acompanhá-lo. Diz: "Pensava que seria difícil bater a α7R II mas, apesar das aparentemente pequenas alterações, a α7R III é excelente, o sonho de qualquer fotógrafo".

Um modo em especial é muito importante para o trabalho de Robert. "Costumo dizer que não sou um técnico, não conheço todas as definições do menu de cor, mas há uma função realmente importante para mim: o AF de olhos. É fantástica, pois permite uma focagem perfeita quando necessário, naquele súbito momento de verdade. O AF de olhos elimina o erro e permite que me concentre na comunicação e captura do momento. Já não consigo conceber trabalhar sem esta função".

robert wolanski sony alpha 7RII retrato de katarzyna warnke

© Robert Wolanski | Sony α7R II + FE 85mm f/1.4 GM | 1/125s @ f/5.6, ISO 160

Outro aspeto da α7R III que atrai Robert é "o seu tamanho, tendo em conta as vastas possibilidades. É fantástico ter um equipamento profissional de topo, de extraordinária capacidade técnica, com um tamanho que é menos de metade do que utilizava antes. Preciso de uma câmara profissional para qualquer momento ou local, por isso, não pode ocupar metade de uma mala!"

Com a α7R III, costuma usar a FE 55mm f/1.8 ZA, "pela sua qualidade e por satisfazer 95% dos requisitos, e, para os restantes 5%, a lente FE 70-200mm f/2.8 GM, habitualmente entre 105-135 mm".

robert wolanski sony RX1RII retrato de marcelina zawadzka

© Robert Wolanski | Sony RX1R II | 1/160s @ f/3.2, ISO 50

Para agarrar as oportunidades, costuma incluir um pequeno LED no seu kit, mas admite: "desde que comecei a utilizar uma Sony, a minha abordagem à luz mudou, pois sei que obtenho uma grande qualidade com definições ISO elevadas. A ausência de luz complexa cria uma atmosfera mais íntima e agradável".

Significa que se torna mais fácil trabalhar com a luz existente, uma técnica que aprendeu a dominar quando trabalhou em cinema e televisão: "Prefiro utilizar iluminação fixa, estilo cinema, nos meus retratos, uma luz contínua em vez de flash. Gosto de ver o efeito ou de o construir. Gosto de uma atmosfera em que a luz é um acompanhamento natural".

robert wolanski sony alpha 7RIII retrato de malgorzata kozuchowska

© Robert Wolanski | Sony α7R III + FE 70-200mm f/2.8 GM OSS | 1/160s @ f/4.0, ISO 80

Como é que Robert sabe quando capta um momento perfeito? Quando a verdade do objeto é revelada no retrato? É deixar os olhos trabalhar, diz Robert. "São como uma bússola que aponta na direção a seguir. A composição, para mim, está quase sempre em segundo plano, pois fixo-me nos olhos. Apenas aguardo pelo momento em que os olhos se esquecem de si, se abrem e descobrem a verdade, a imagem da alma".

Produtos referidos neste artigo

ILCE-7RM2

α7R II com sensor de imagem full-frame com retroiluminação

ILCE-7RM2

ILCE-7RM3

Câmara full-frame α7R III de 35 mm com focagem automática

ILCE-7RM3

DSC-RX1RM2

Câmara compacta profissional RX1R II com sensor de 35 mm

DSC-RX1RM2

SEL70200GM

FE 70-200mm F2.8 GM OSS

SEL70200GM

SEL85F14GM

FE 85mm F1.4 GM

SEL85F14GM

SEL55F18Z

Sonnar T* FE 55 mm F1.8 ZA

SEL55F18Z

Robert Wolański
Alpha Universe

Robert Wolański

Polónia

Quando simplifica a sua vida, as leis do universo tornam-se mais simples

Ver perfil

x