Contador de histórias

Amedeo Novelli

A fotografia é a arte da comunicação. Na sua forma mais pura, é a viagem de uma ideia desde a mente do fotógrafo até à mente de quem vê a imagem. A ideia pode ser qualquer coisa, complexa ou simples, artística, documental ou comercial, mas a forma de a transmitir depende exclusivamente das capacidades do fotógrafo.

amedeo novelli sony alpha 7RII homem a saltar entre pedras de calçada em pleno ar

© Amedeo Novelli | Sony α7R II + 55mm f/1.8 ZA | 1/800s @ f/2.0, ISO 400

Tendo em conta a sua experiência em fotojornalismo, tal é algo que Amedeo Novelli conhece perfeitamente bem e, com a ajuda das suas câmaras e lentes Sony Alpha, aplica esse conceito ao seu trabalho comercial e de moda para criar mensagens claras e poderosas para os seus clientes.

“Quando faço trabalhos comerciais, estou a ajudar os meus clientes a transmitirem os seus valores através da minha fotografia e isso é algo de que realmente gosto: uma das melhores partes do trabalho consiste em aliar a minha visão fotográfica à visão da marca e da campanha”.

amedeo novelli sony alpha 7RII homem a caminhar em direção ao fotógrafo numa ponte

© Amedeo Novelli | Sony α7R II + 55mm f/1.8 ZA | 1/2500s @ f/1.8, ISO 200

Claro que entre Amedeo e o cliente há sempre uma agência de comunicação a gerir as diretrizes do projeto, “das quais não nos podemos desviar. No entanto, este é sempre o ponto de partida de qualquer reunião de pré-produção e, a partir daí, a criatividade do fotógrafo entra em ação”.

amedeo novelli sony alpha 9 rapariga pendurada num aro de basquetebol com iluminação de néon

© Amedeo Novelli | Sony α9 + 35mm f/1.4 ZA| 1/160s @ f/4.5, ISO 200

Amedeo recorre a várias influências para criar o seu trabalho comercial, o que faz dele um contador de histórias visuais, um comunicador de ideias. O seu avô foi um engenheiro naval que viajou pelo mundo, criando milhares de slides fotográficos que deixou a Amedeo “juntamente com a sua Rolleiflex e, acima de tudo, a sua paixão pela imagem”.

Quando andava na universidade, começou a trabalhar como fotógrafo quase por acidente quando viajou até ao Sudoeste Asiático e financiou a viagem com a venda de imagens a revistas.

“O fotojornalismo”, explica Amedeo, “ensinou-me que todos os projetos devem começar sempre com a devida preparação. Essa preparação não se limita à pesquisa visual e às ideias. Acima de tudo, é essencial conhecer as histórias, as pessoas e as marcas com as quais se trabalha”. No trabalho comercial, refere, isto significa observar os valores do produto e trabalhar em formas de os explicar através de uma imagem.

amedeo novelli sony alpha 9 rapariga em frente a umas asas de anjo com iluminação de néon

© Amedeo Novelli | Sony α9 + 24mm f/1.4 GM | 1/160s @ f/3.2, ISO 200

Amedeo acrescenta que, seja de forma subconsciente ou ativa, aplicar as suas próprias influências num projeto “naturalmente significa que cada fotógrafo acrescenta o seu toque pessoal à receita básica das instruções do cliente para criar a sua visão única. Acredito realmente que a cultura, a formação técnica e a experiência se conjugam e se transformam em ingredientes essenciais. Por exemplo, a minha paixão pelo jornalismo e pela comunicação de informação, juntamente com os elementos dos meus projetos pessoais, influenciam a minha fotografia social e de rua”.

amedeo novelli sony alpha 7RII fotografia aérea de um homem a olhar para cima e refletido numa janela

© Amedeo Novelli | Sony α7R II + 55mm f/1.8 ZA | 1/3200s @ f/1.8, ISO 200

Quando trabalha em cenários de moda comercial, Amedeo diz que é essencial “criar uma ligação entre o produto e o público, ou seja, despertar emoções positivas no público, as pessoas a quem se destinam as imagens.” Para Amedeo, isto significa muitas vezes adicionar um contexto às imagens, torná-las mais reais e, como tal, concentra-se não só nos modelos, mas também nos espaços onde estão inseridos e nas suas potenciais vidas.

amedeo novelli sony alpha 7RII homem num beco com paredes de tijolo a olhar em direção ao fotógrafo

© Amedeo Novelli | Sony α7R II + 55mm f/1.8 ZA | 1/1600s @ f/1.8, ISO 50

“A minha experiência em fotografia de rua e reportagem influencia as minhas fotografias comerciais: raramente fotografo num estúdio. Fotografo quase sempre em lojas, casas ou escritórios, em vez de fotografar diretamente na rua. O objetivo é colocar os modelos e os produtos num contexto real e o resultado é ainda melhor se as imagens forem capazes de contar pequenas histórias”.

amedeo novelli sony alpha 9 rapariga vestida com uma camisola de capuz cor de rosa em frente ao balcão de uma charcutaria

© Amedeo Novelli | Sony α9 + 24mm f/1.4 GM | 1/160s @ f/5.0, ISO 200

Inspirado na sua experiência de fotojornalismo e na transposição de temas documentais de rua e sociais para o seu trabalho de moda e comercial, Amedeo adora utilizar lentes grande angular, “especialmente a FE 16-35mm f/4 ZA OSS, a FE 24mm f/1.4 GM e a FE 35mm f/1.4 ZA, que permitem representar o objeto em contexto e aproveitar o cenário onde se insere”, mas este kit também inclui lentes de retrato mais clássicas, incluindo a FE 55mm f/1.8 ZA e a FE 85mm f/1.4 GM.

No entanto, os elementos mais importantes são as suas câmaras, a α9 e a α7R III, pois permitem-lhe combinar todas as suas influências e criar histórias. Mas quais são os aspetos positivos de utilizar estruturas sem espelho para trabalhos como estes? Amedeo explica que a qualidade é um fator extremamente importante.

amedeo novelli sony alpha 7RII homem em cima de uma caixa a olhar para o chão

© Amedeo Novelli | Sony α7R II + 55mm f/1.8 ZA | 1/1250s @ f/1.8, ISO 50

“A excelente qualidade dos ficheiros garantida pelos sensores da Sony e as pequenas dimensões da câmara permitem maior discrição e mobilidade para acompanhar os objetos. No entanto, o que me convenceu imediatamente foi o conceito de sistema sem espelho. É incrível finalmente poder ver em tempo real, no visor eletrónico, os efeitos das minhas escolhas em termos de velocidade do obturador e de abertura. Adorei esta abordagem desde a primeira vez que utilizei uma Sony NEX 3 e quando a RX-1 e a primeira α7 foram lançadas, deixei definitivamente as SLRs”.

Produtos referidos neste artigo

ILCE-9

Câmara sem espelho full-frame α9 com sensor CMOS empilhado

ILCE-9

ILCE-7RM2

α7R II com sensor de imagem full-frame com retroiluminação

ILCE-7RM2

SEL24F14GM

FE 24mm F1.4 GM

SEL24F14GM

SEL35F14Z

FE 35mm f/1.4 ZA

SEL35F14Z

SEL55F18Z

Sonnar T* FE 55 mm F1.8 ZA

SEL55F18Z

Amedeo Novelli
Alpha Universe

Amedeo Novelli

Itália

Em última análise, a minha pesquisa fotográfica incide sempre no Homem. Se fosse obrigado a indicar uma definição, talvez escolhesse o termo "social", embora num sentido muito lato. Tudo sobre o Homem me interessa, desde as suas emoções à sua relação com o ambiente. Escolhi um sistema sem espelho porque me permite ser mais discreto e reativo ao captar as emoções na minha fotografia. A luz transforma o comum em magia. – Trent Parke

Ver perfil


x