Detalhe da história da Alpha Universe
Ver para crer

Alin Popescu

"Sempre que publico uma fotografia infravermelha, chamo-lhe 'o mundo paralelo'," diz Alin, "porque vive ali à nossa frente, mas não a conseguimos ver." Esta é a melhor descrição da fotografia infravermelha. Comparado com a fotografia normal, o infravermelho é como o 'mundo invertido' do Stranger Things. Um lugar que, pelo menos visualmente, existe ao lado do que vemos, mas está completamente escondido. Até que, isto é, rompemos com as ferramentas certas.

alin popescu sony alpha 6000 fotografia infravermelha de uma cena de rua com uma bicicleta azul em primeiro plano

© Alin Popescu | Sony α6000 + FE 16-35 mm f/4 ZA OSS | 1/125s @ f/8,0, ISO 160

Felizmente, em vez de um raio de laser capaz de separar dimensões, tudo o que precisa para ver a beleza deste outro mundo é uma câmara convertida para gravar luz infravermelha, que no caso de Alin é uma Sony α6000. E, apesar de converter as câmaras para fotografar desta forma ou filtrar a cena para mostrar apenas a luz infravermelha não ser de forma alguma novidade na fotografia, utilizar uma estrutura sem espelho da Sony, como faz Alin, acaba por oferecer uma série de vantagens.

"Quando mudei das DSLR para as câmaras sem espelho," explica Alin, "gostei imediatamente dessa forma de fotografar, primeiro com a α6000, depois com a α7s e a α7R II, e agora com a α9. Mas mesmo depois de me livrar de todo o meu equipamento velho da DSLR, sentia muita falta da única estrutura que tinha modificado para fotografar em infravermelho, por isso decidi que a minha α6000 deveria ser convertida."

alin popescu sony alpha 600 fotografia infravermelha de um canal com um céu escuro e nuvens brancas fofas

© Alin Popescu | Sony α6000 + FE 16-35 mm f/4 ZA OSS | 1/125s @ f/10, ISO 160

Porque é que converte o kit em vez de fotografar com filtros? "Uma estrutura da câmara convertida," responde, "é a melhor forma de fotografar em infravermelho. Se utilizar apenas filtros numa lente, bloqueia tanto a luz infravermelha como a visível, que tem de fotografar exposições de 20 ou 30 segundos e utilizar um tripé. A conversão remove o filtro IR Cut/UV (ou 'espelho quente') que normalmente está à frente do sensor, e substitui o mesmo por um que apenas bloqueia a luz UV e a luz visível. Assim, a câmara agora 'vê' em infravermelho e pode fotografar normalmente."

Alin sempre se sentiu atraído por fotografar "coisas que outras pessoas não fotografam. Por isso, quando o HDR estava no início, eu adotei-o. E quando todos os outros começaram a utilizá-lo, eu desisti!" diz rindo-se. "Mas o infravermelho ficou sempre comigo, porque é tão invulgar. E embora a maioria das pessoas conheça a bonita aparência clássica do infravermelho com folhagem brilhante e céu escuro, podemos surpreender-nos com outras coisas."

alin-popescu-sony-alpha-6000-fotografia-infravermelha-palmeiras-numa-estufa-grande

© Alin Popescu | Sony α6000 + E PZ 16-50 mm f/3.5-5.6 OSS | 1/60s @ f/3.5, ISO 640

Como por exemplo? Perguntámos. "Como a forma em que diferentes materiais refletem a luz infravermelha de diferentes maneiras," explica Alin, "sejam roupas de pessoas ou edifícios pintados... ou até mesmo flores. Às vezes, quando vemos uma flor em infravermelho, vemos padrões nela, chamando a atenção para o néctar e o pólen, como luzes de aterragem no aeródromo para abelhas. Isto é o que eu tento mostrar através das minhas imagens: como o mundo ficaria visto com outros olhos."

 

alin popescu sony alpha 6000 fotografia infravermelha de uma casa no deserto com uma árvore ao seu lado

© Alin Popescu | Sony α6000 + FE 16-35 mm f/4 ZA OSS | 1/160s @ f/8,0, ISO 100

E o que é realmente incrível com uma câmara sem espelho convertida, é que podemos utilizar esses 'olhos diferentes' em tempo real através do EVF. "Essa é, sem dúvida, a principal diferença de utilizar uma DSLR," diz Alin, "mas é uma grande diferença. O que vê é exatamente o que recebe, por isso pode decidir se é uma boa cena para infravermelho ou não. Pode ver o que não funciona, mas também o que funciona, porque a fotografia infravermelha pode ser muito dependente do tempo e do clima. Com uma DSLR, é mais um caso de 'disparar e rezar', a menos que realmente conheça o objeto, o que é difícil, porque não pode vê-lo!"

 

alin popescu sony alpha 6000 fotografia infravermelha de um pequeno edifício no meio de um campo

© Alin Popescu | Sony α6000 + FE 16-35 mm f/4 ZA OSS | 1/400s @ f/8,0, ISO 100

Em termos de tempo e clima, há outra caraterística tipo o 'mundo invertido' da fotografia infravermelha: a melhor altura para fotografar é o oposto da fotografia normal. "Tal como na fotografia comum, a principal fonte de infravermelhos é o sol," explica, "mas se estiver nublado ou o sol estiver baixo, não é possível tirar boas fotografias, por isso há que pensar ao contrário."

alin popescu sony alpha 6000 fotografia infravermelha de árvores junto a um lago

© Alin Popescu | Sony α6000 + FE 16-35 mm f/4 ZA OSS | 1/320s @ f/8,0, ISO 100

Ele explica: "Onde normalmente pensaria que não tem uma boa luz a meio do dia, porque há muito sol e contraste, é quando fotografo e consigo esta bonita luz infravermelha refletida! É completamente contra os sentimentos normais dos fotógrafos, mas é assim que funciona."

"O melhor disto," conclui Alin, "é que podemos continuar a fotografar durante mais tempo. Portanto, se estiver a viajar, pode utilizar a câmara normal na hora dourada e depois trocar para a estrutura de infravermelho quando o sol estiver mais alto."

alin popescu sony alpha 6000 fotografia infravermelha de um pastor a pastorear ovelhas em frente a um barracão de madeira

© Alin Popescu | Sony α6000 + FE 16-35 mm f/4 ZA OSS | 1/60s @ f/10, ISO 100

E é aqui que a vantagem da câmara sem espelho reaparece: o tamanho mais pequeno e o peso reduzido em relação às DSLRs. "Carregar uma câmara sem espelho, como a α6000, para o local onde vai fotografar em infravermelho, significa que apenas precisa de ter esta pequena estrutura consigo. Talvez não a utilize com frequência, mas se vir uma cena deslumbrante, sabe que a câmara está lá para si."

 

*Tenha em atenção que a conversão de uma câmara para infravermelhos não pode ser fornecida pela Sony nem pelos seus centros de assistência autorizados. As modificações de hardware não são aconselhadas pela Sony e são inteiramente por conta e risco do proprietário.

Produtos incluídos
ILCE-6000
Câmara montagem tipo E Alpha 6000 de Sensor APS-C

ILCE-6000

SEL1635Z
Vario-Tessar® T* FE 16-35 mm F4 ZA OSS

SEL1635Z

SELP1650
E PZ 16-50 mm F3.5-5.6 OSS

SELP1650

Artigos relacionados


x