Uma visão panorâmica 

Dilian Markov

No dia a dia, é possível encontrar Dilian Markov a fotografar para as edições búlgaras de publicações internacionais de renome, como a Elle, a Cosmopolitan e a Harper’s Bazaar, mas ainda se sente atraído pelas viagens e pela exploração e adora o impacto que uma imagem panorâmica pode ter. 

“Além do meu trabalho criativo, viajar é a minha outra paixão. Há alguns anos, encontrei uma câmara pequena com lentes e uma qualidade de imagem fantásticas, o que me permitiu ir para a rua e captar a «vida real» sem efeitos nem luz artificial. Nesse mesmo ano, fiz umas férias longas. No calor do momento, mudei-me para uma autocaravana com a minha família durante um mês e meio e viajámos. Fotografei a minha família todos os dias e a vida que nos rodeava à medida que íamos explorando”

Durante a viagem, Dilian fez-se acompanhar pela Sony NEX-6, a câmara que influenciou o tipo de fotografias que ele tirou. Havia uma funcionalidade na câmara que permitiu a Dilian explorar a captação de imagens panorâmicas, algo que sempre o fascinou, mas que nunca tinha tido paciência para fazer.

dilian markov sony nex 6 paisagem de montanha a preto e branco na andaluzia, espanha
© Dilian Markov | Sony NEX-6 + 55mm f/1.8 ZA | 1/500s @ f/4.0 ISO 100

“Sou muito dinâmico no trabalho. Quase nunca uso tripé e estou sempre a mover-me à procura de «algo novo», talvez um gesto, um sorriso ou uma reação natural na pessoa que vou fotografar. O mesmo acontece-me com a fotografia de viagens.”

“Respeito a precisão e paciência dos meus colegas que utilizam um tripé para captar imagens panorâmicas «fotograma a fotograma», mas eu não sou assim, não tenho essa paciência nem é assim que gosto de fotografar. Desde que descobri a funcionalidade Panorama, estou bastante satisfeito com a oportunidade que me dá para tirar fotografias.”

Para os leigos, o modo panorâmico das câmaras Sony permite aos fotógrafos criar uma imagem panorâmica com um movimento único de varrimento da câmara. À medida que a câmara capta as imagens, vai colando-as para criar uma vista panorâmica única, o que elimina o trabalho exigente de captar essas imagens individualmente.

 

dilian markov sony nex 6 paisagem de montanha a preto e branco na andaluzia, espanha
© Dilian Markov | Sony α6500 + 10-18mm f/4 | 1/250s @ f/11 ISO 100

“A fotografia panorâmica sempre me atraiu, intuitivamente, sem uma explicação concreta. Adoro as paisagens abertas, amplas e com muito espaço, e a luz e a água também foram uma grande influência. Estes tipos de locais dão-me energia e mais vontade de fotografar. Perante estas paisagens, a única forma de exprimir aquilo que os meus olhos veem e o meu coração sente é fotografar imagens panorâmicas.”

 

dilian-markov-sony-alpha-6000-girl-gazes-at-ocean-in-cannes-panoramic
© Dilian Markov | Sony α6000 + 16-50mm f/3.5-5.6 | 1/320s @ f/13 ISO 100

Embora seja de esperar que a maioria das imagens panorâmicas de Dilian seja de paisagens, ele costuma encarar o formato amplo como uma forma de dar um ponto de vista alternativo.

“Estava numa viagem de trabalho em Cannes, a trabalhar para uma empresa internacional de produtos químicos. Tinha duas horas livres. Caminhei com a minha câmara ao longo da marginal. Era meio-dia e o sol brilhava com intensidade. Segundo todas as regras, esta não era uma boa altura para fotografias. Cheguei ao fim da rua e, atrás de multidões de turistas na praia, vi à minha frente uma rapariga a olhar com expetativa para os navios na baía em frente a ela. Peguei na câmara e fotografei intuitivamente, sem pensar. Sabia que só teria uma ou duas tentativas. A rapariga virou a cabeça para a câmara, olhou para mim e foi-se embora. Mas eu já tinha a minha fotografia. Não foi uma panorâmica tradicional, mas o efeito foi mágico.”

dilian markov sony alpha 7II panorâmica do foro di cesare em roma ao pôr do sol
© Dilian Markov | Sony α7 II + 35mm f/2.8 | 1/60s @ f/4.0 ISO 125

Em relação ao motivo pelo qual Dilian continua a fotografar imagens panorâmicas, a resposta é simples: “Tenho fotografias muito bonitas de vários lugares de todo o mundo nos formatos 2/3 e 1/1 clássicos. Mas quando uso o formato panorama a 2,50 m em comprimento, o efeito é bastante diferente. Se estiver em frente à paisagem, é preciso rodar a cabeça para captar a imagem inteira. Neste momento, consigo ver nos olhos de quem vê as fotografias como viajam nas suas mentes para o lugar que fotografei. O impacto é inigualável!”

dilian-markov-sony-alpha-7II-idyllic-beach-in-cuba-showing-tree-branches-sticking-out-of-water
© Dilian Markov | Sony α7 II + 35mm f/2.8 | 1/500s @ f/16 ISO 100

 “As fotografias panorâmicas fizeram com que me apercebesse que, se tirar fotografias com o meu coração, chego à alma das pessoas.”

As principais sugestões de Dilian:

Tire fotografias com o coração e quando ele lhe diz para o fazer.

Capte de vários ângulos, com lentes diferentes, até encontrar a imagem perfeita. Não se contente com a primeira.

Ao editar fotografias, preste especial atenção às cores e ao contraste da imagem. É um processo muito delicado e pode estragar a fotografia ou torná-la muito melhor.

Antes de publicar uma imagem, espere alguns dias após a edição. Olhe para ela com uma perspetiva renovada antes de decidir se fez a edição ideal ou se tem de voltar a editar.

Não procure apenas os objetos óbvios quando fotografar panoramas. Pode até usar pessoas nas imagens para acrescentar algo diferente.

 Produtos em destaque neste artigo 

ILCE-6500

Câmara APS-C de montagem tipo E topo de gama α6500

ILCE-6000

Câmara α6000 de montagem tipo E com sensor APS-C

ILCE-7M2

Câmara α7 II de montagem tipo E com sensor full-frame

TEST
SEL1018

E 10-18 mm F4 OSS

SEL35F28Z

Sonnar® T* FE 35 mm F2.8 ZA

SEL55F18Z

Sonnar T* FE 55 mm F1.8 ZA

SELP1650


E PZ 16-50 mm F3.5-5.6 OSS

Dilian Markov
Alpha universe

Dilian Markov

Bulgária

Para mim, o objetivo da fotografia é tocar a alma das pessoas.

Ver perfil


x