Leve como uma pena

Kaisa Lappalainen

Para a especialista em vida selvagem Kaisa Lappalainen, esta foi uma viagem cheia de boas surpresas. "Nunca tinha fotografado a vida selvagem no delta do Danúbio, por isso, gostei de conhecê-lo com os meus próprios olhos. É muito parecido com o delta do Okavango no Botsuana, e como precisamos de nos deslocar de barco e muitas das espécies eram as mesmas, parecia que estava de novo em África."

kaisa lappalainen sony rx10IV ave de patas vermelhas caminha cautelosamente nos baixios de um lago

© Kaisa Lappalainen | Sony RX10 IV | 560mm| 1/1000s @ f/4.0, ISO 400

Sony RX10 IV ao seu lado

Habitualmente uma utilizadora da α9 Sony, desta vez, utilizou apenas a RX10 IV. "Fantástica, é tão leve e silenciosa. Obtive excelentes resultados em todas as condições e situações de luz em que fotografei. É um pacote excelente para fotografia de aves."

 

kaisa lappalainen sony rx10IV dois martim-pescadores relaxam num galho

© Kaisa Lappalainen | Sony RX10 IV | 600mm| 1/1000s @ f/4.0, ISO 250

O que a levou à Roménia? "Na primavera, o delta do Danúbio é um ponto de paragem importante para algumas aves migratórias," explica Kaisa, " e observámos cerca de 115 espécies na semana em que lá estive. Algumas aves fazem uma paragem e depois seguem para o resto da Europa, outras permanecem e fazem os ninhos. É incrível pensar que ainda existe esta vida selvagem na Europa, tão perto das grandes cidades."

kaisa lappalainen sony rx10IV 2 falcões disputam peixe

© Kaisa Lappalainen | Sony RX10 IV | 585mm| 1/1000s @ f/4.0, ISO 500

A técnica de campo é muito importante no trabalho de Kaisa e, embora seja uma guia de safaris experiente, foi crucial contar com a ajuda de um guia local que conhecia os momentos e locais ideais para encontrar as espécies. "Sem um guia local, é fácil perder oportunidades. Por exemplo, tivemos sorte com um pôr do sol espetacular num dos dias e um nascer do sol com neblina e colorido na manhã seguinte. Era preciso aproveitá-los ao máximo e o guia levou-me para o local certo à hora certa."

Estar no sítio certo à hora certa é excelente, mas Kaisa também precisou do equipamento certo.

kaisa lappalainen sony rx10IV martim-pescador prestes a levantar voo

© Kaisa Lappalainen | Sony RX10 IV | 600mm| 1/2000s @ f/4.0, ISO 250

A versatilidade tudo-em-um da lente de zoom de 24-600mm da RX10 IV ajudou muito nestas fotografias, permitindo a Kaisa aumentar a largura e tornar a sua fotografia mais ambiental. "É fácil recorrer à enorme ampliação da RX10 IV a 600 mm, mas para estas fotografias, queria também encontrar objetos na paisagem. A 24 mm, isso é fácil, e também podia reagir com rapidez quando precisava de alterar a composição. Com a RX10 IV, fotografo paisagem, retratos e cenas de ação com a mesma câmara compacta e não preciso de trocar de corpo ou lentes. Isto representa uma grande economia de peso!"

kaisa lappalainen sony rx10IV bando de aves descansa em tronco na água ao amanhecer

© Kaisa Lappalainen | Sony RX10 IV | 170mm| 1/3200s @ f/5.6, ISO 400

O tamanho e o peso são preocupações para Kaisa e saber que obterá fotografias de qualidade profissional com uma câmara tão compacta abriu-lhe um mundo de possibilidades. "Os limites de peso impostos pelas companhias aéreas são por vezes restritivos, especialmente em voos mais curtos para destinos selvagens. Quando levo todo o meu equipamento, nem sempre me deixam entrar no avião! O peso reduzido também permite fazer maiores distâncias a pé ou de bicicleta. Mesmo quando não viajo em trabalho, posso levar a RX10 IV e, se surgir uma oportunidade, terei uma lente de 600 mm no bolso!"

"Para fotografar à distância, a RX10 IV oferece todo o alcance de que preciso, assim como uma estabilização de imagem para fotografar com confiança com grandes ampliações, por isso, cada pena das aves será perfeita."

kaisa lappalainen sony rx10IV martim-pescador observa parceiro a levantar voo de um ramo

© Kaisa Lappalainen | Sony RX10 IV | 600mm| 1/800s @ f/4.0, ISO 160

"Fiquei muito surpreendida com o detalhe incrível e com a possibilidade de obter estes grandes planos com uma câmara tão pequena e acessível."

Uma utilizadora regular da α9 Sony, Kaisa está habituada a uma velocidade e desempenho elevados, por isso, como vê a RX10 IV em comparação? "As imagens são super nítidas. Aves a levantar voo e outros movimentos rápidos são situações que revelam a qualidade de uma câmara e obtive a focagem desejada nesses casos. Utilizei a mesma configuração de AF que utilizo na minha α9, por isso, para objetos em movimento ou para fotografar num barco, preciso de um seguimento contínuo permanente, mas quando espero, escondida, que um martim-pescador pouse num ramo, o mais importante é a pré-focagem. Com uma taxa de imagens de 24 fps, acompanho uma ave enquanto levanta voo e sei que vou captar o instante certo."

kaisa lappalainen sony rx10IV patas de ave tocam na água quando esta levanta voo

© Kaisa Lappalainen | Sony RX10 IV | 600mm| 1/1600s @ f/4.0, ISO 200

A técnica de campo que nos permite esperar durante horas à chuva ou agachados e camuflados é um desafio exigente para o corpo", diz Kaisa, "mas a RX10 IV reagiu muito bem às condições. Nesta altura do ano, no delta do Danúbio, estão normalmente 20 ˚C, mas estava a chover e a nevar. No entanto, a RX10 IV está isolada contra as condições atmosféricas. No início não sabia se resistiria às condições, mas o certo é que superou todos os desafios!"

Produtos referidos neste artigo

DSC-RX10M4

RX10 IV com 0,03 seg. Zoom ótico AF/25x

DSC-RX10M4

Kaisa Lappalainen
Alpha Universe

Kaisa Lappalainen

Finlândia

Fotografar espécies ameaçadas nos seus habitats naturais é algo que me motiva. Sei que os animais ou os habitats podem deixar de existir para as próximas gerações, o que torna ainda mais importante a partilha das imagens do nosso belo planeta e dos seus vários ambientes.

Artigos relacionados


x