petar sabol sony alpha 7RIII duas borboletas em caule de planta

Como fotografo | Fotografia macro extrema

Petar Sabol

A natureza e as pequenas criaturas sempre me fascinaram, especialmente os ínfimos detalhes não observáveis a olho nu. Como fotógrafo da vida selvagem, uma das áreas em que me especializei foi a da fotografia macro. Uma fotografia difícil, que requer determinação e paciência, mas quero explicar o que faço e como o faço.

petar sabol posa com a sua Sony alpha 7RIII

Perícia de campo

O problema mais comum são as condições climatéricas. Estou sempre atento à previsão do tempo. Na minha fotografia macro, utilizo a técnica de empilhamento de focagem, que consiste em tirar várias fotografias do mesmo objeto, por isso, o mais pequeno movimento afeta o resultado final. O vento é meu inimigo, e não posso fotografar com vento.

petar sabol sony alpha 99II butterfly perched atop a flower stem with the light glowing behind it

© Petar Sabol | Sony α99 II + 100mm f/2.8 Macro | 1/15s @ f/9.0, ISO 200

Fotografo sempre de manhã cedo. De noite, os insetos entram numa espécie de hibernação. Só quando o sol aquece é que se tornam ativos, por isso, é uma boa altura para fotografá-los. É improvável que se mexam, o que é ideal para o que pretendo.

petar sabol sony alpha 99II borboleta em flor com fundo de luzes em forma de anel

© Petar Sabol | Sony α99 II + 100mm f/2.8 Macro | 1/640s @ f/2.8, ISO 100

Reservo algum tempo para criar a composição e o fundo certos e tudo isso depende das cores da cena. Procuro objetos na erva com orvalho matinal. Quando brilha o sol, as gotículas de água produzem um belo bokeh circular no fundo.

petar sabol sony alpha 7RIII libélula e caracol em caule de flor

© Petar Sabol | Sony α7R III + 1:1 Macro | 1/30s @ f/13, ISO 400

Equipamento

Fotografo com a Sony α7R III, com uma incrível resolução de 42,4 megapíxeis. Além da resolução, a α7R III não tem espelho e oferece a opção de obturador eletrónico, por isso, não há peças móveis que provoquem vibrações, o pior pesadelo de um fotógrafo de macro.

petar sabol sony alpha 7RIII grande plano de um inseto

© Petar Sabol | Sony α7R III + 2.5 – 5x Macro Zoom | 1/6s @ f/4.0, ISO 200

Em termos de luz, raramente utilizo o flash. Prefiro a luz natural e, por vezes, um refletor, para adicionar apenas um pouco de luz às sombras.

Faço sempre uma focagem manual e tiro proveito da função Pico de Focagem da α7R III, que realça as extremidades focadas da imagem. Posso definir várias cores para o pico, amarelo, vermelho ou branco, para se destacar das cores do objeto.

Algumas sugestões finais

petar sabol sony alpha 7RIII borboleta de asas abertas em caule de planta

© Petar Sabol | Sony α7R III + 1:1 Macro | 1/20s @ f/10, ISO 400

A nível de exposição, tento equilibrar o melhor possível o triângulo de exposição composto pela velocidade do obturador, abertura e sensibilidade. Se as condições permitirem uma velocidade lenta do obturador, utilizo o ISO 100 para uma melhor qualidade de imagem. A α7R III permite-me aumentar a sensibilidade para um ISO mais elevado, se precisar, mantendo o detalhe. A abertura varia, mas, em geral, fotografo entre f/8 e f/13, e também utilizo por vezes tubos de extensão para cortar a luz que entra e obter uma ampliação ainda maior.

Empilhamento de focagem

With macro photography, because the depth of field is very shallow - even when using fairly small apertures - I use focus stacking, where I combine a series of images taken at different points of focus on the subject. This makes sure the subject is sharp from front to back.

To do this, I use electronic macro rails and an extremely sturdy tripod. These motorised rails move my camera in measurements of microns. There is a controller which I use to set up the total movement and the number of steps I want to make. After each step, or movement, the camera will take an image.

petar sabol sony alpha 7RIII grande plano de um moscardo

© Petar Sabol | Sony α7R III + 2.5 – 5x Macro Zoom | 1/13s @ f/4.0, ISO 100

Por vezes, terei mais de 100 ou 200 imagens, por isso, preciso de um objeto totalmente imóvel e nenhum vento. Qualquer movimento do objeto arruína o empilhamento. Por isso, consulto sempre o ecrã de visualização direta da α7R III à procura do mais pequeno movimento entre imagens. Sou paciente e fotografo sempre mais de um empilhamento. Um truque é abrigar o objeto com uma tenda ou algo semelhante, para reduzir o vento.

Após captar as imagens, utilizo software para combiná-las numa imagem. Utilizo software dedicado, o Zerene Stacker, mas é possível empilhar imagens com software de edição mais convencional.

Produtos incluídos

Petar Sabol

Petar Sabol | Croatia

"Tento sempre melhorar o aspeto das minhas fotos, independentemente do tempo que demore e do esforço que exija"

Inscreva-se para receber a sua newsletter α Universe

Parabéns! Subscreveu a newsletter α Universe com êxito

Introduza um endereço de e-mail válido

Lamentamos! Ocorreu um erro

Parabéns! Efetuou a subscrição com êxito