Detalhe da história da Alpha Universe

Primeiras aventuras: exploração da Gronelândia com a α7R IV

Albert Dros

Embora a Gronelândia em agosto possa não ser tão fria como no inverno, as temperaturas no mar continuam a ser um desafio. Para o fotógrafo de paisagens, Albert Dros, a motivação para se colocar em tal ambiente é a atração da luz. Com quase 24 horas de luz do dia, o sol paira na extremidade do horizonte durante horas, criando tons de laranja, roxo e azul impressionantes no céu.

Tendo já utilizado uma versão de pré-produção da Sony α7R IV no seu país de origem, os Países Baixos, a viagem à Gronelândia deu a Albert outra oportunidade de ver realmente de o que a Sony α7R IV de 61 megapíxeis é capaz.

albert dros sony alpha A7RM4 barco de pesca vermelho parado calmamente diante de um icebergue

© Albert Dros | Sony α7R IV + FE 100-400mm f/4.5-5.6 GM OSS | 1/100s @ f/6.3, ISO 1000

Albert passou duas semanas a dormir e a fotografar no mesmo barco enquanto captava as suas imagens, algo que brincava como sendo "uma experiência real!" Albert passava todas as noites no barco a fotografar durante várias horas. "É tão bonito," conta-nos, "há tantas cores e formas diferentes de trabalhar com o sol da meia-noite." Para alguém como eu, é como um parque infantil, há fotografias incríveis para serem tiradas em todo o lado."

albert dros sony alpha A7RM4 barco com vela vermelha ao lado de um icebergue enorme

© Albert Dros | Sony α7R IV + FE 100-400mm f/4.5-5.6 GM OSS | 1/200s @ f/6.3, ISO 400

Apesar de a paisagem natural proporcionar um fundo bonito, Albert também trouxe um objeto para atuar como um ponto de focagem em algumas imagens, na forma de um iate com uma vela vermelha brilhante. "Temos muitas imagens com o barco," conta-nos. "Eu estava num barco a falar por walkie-talkie com o capitão do outro barco e a pedir-lhe para posicionar o barco vermelho no lugar perfeito para a fotografia."

Mas apesar de planear tudo na viagem, está confiante de que ainda há espaço para a criatividade. "É preciso esperar até que o barco esteja no lugar certo e até que a lua se encontre no lugar certo do céu," explica, "há que planear e ter tudo perfeito para conseguir uma imagem incrível, é algo muito difícil de acertar."

albert dros sony alpha A7RM4 pôr do sol sobre um icebergue azul na Gronelândia

© Albert Dros | Sony α7R IV + FE 16-35mm f/2.8 GM | 1/60s @ f/6.3, ISO 640

A maioria dos fotógrafos de paisagens passa grande parte do tempo em terra firme, com as pernas do tripé colocadas numa superfície sólida e tudo firmemente fixo em posição. Fotografar a partir de um barco é uma experiência muito diferente, especialmente quando apresenta outro barco como um dos seus objetos.

albert dros sony alpha A7RM4 um veleiro com vela vermelha cruza suavemente diante de um icebergue iluminado pelo sol

© Albert Dros | Sony α7R IV + FE 100-400mm f/4.5-5.6 GM OSS | 1/200s @ f/6.3, ISO 1000

"Fotografar num barco está longe de ser relaxante," diz rindo-se, "as composições vêm e vão, por isso é preciso ter uma câmara que possa focar rapidamente ou a composição desfaz-se." No caso de Albert, eles estavam num barco a fotografar outro barco, por isso, o outro barco, o mar e os icebergues moviam-se todos em conjunto.

"Percebi que nestas situações era melhor utilizar o modo de captação em sequência da α7R IV e fotografar a 10 fps," refere, "com AF contínuo. Eu podia captar até 70 imagens se quisesse e depois escolher a perfeita ao editá-las. Assim nunca perdia um momento e, melhor ainda, conseguia capturar estes momentos com a resolução total de 61 megapíxeis."

albert dros sony alpha A7RM4 um veleiro diante de um icebergue com um brilho quente lançado pelo sol de final de tarde através de uma caverna natural

© Albert Dros | Sony α7R IV + FE 100-400mm f/4.5-5.6 GM OSS | 1/400s @ f/8.0, ISO 400

Albert gosta de trabalhar com lentes extremas para conseguir as suas imagens. Enquanto um fotógrafo de paisagens convencional pode utilizar uma lente grande angular de 24 mm, possivelmente uma de 16 mm num instante, Albert irá fotografar frequentemente com 12 mm ou 400 mm, ou seja, extremos completamente opostos do espectro. Naturalmente, fotografar paisagens a partir de um barco com uma lente de 400 mm adicionou uma nova dificuldade às fotografias.

albert dros sony alpha A7RM4 um icebergue perfeitamente enquadrado diante de um pôr do sol vermelho suave na Gronelândia.

© Albert Dros | Sony α7R IV + FE 24-70mm f/2.8 GM | 1/160s @ f/6.3, ISO 640

"Fotografei com a lente FE 100-400mm f/4-5.6 GM OSS," refere, "é uma lente tão nítida, o zoom mais nítido que já tive em mãos. Utilizá-lo com o sensor de 61 megapíxeis na α7R IV capta cada detalhe minucioso, que se deve também à estabilização da lente e da câmara. Para uma das minhas imagens consegui fotografar a lua a 400 mm e, para conseguir a exposição correta, a velocidade do obturador era de 1/50 e perfeitamente nítida."

albert dros sony alpha A7RM4 a lua sobe acima de um icebergue com um veleiro com vela vermelha em primeiro plano

© Albert Dros | Sony α7R IV + FE 100-400mm f/4.5-5.6 GM OSS | 1/50s @ f/5.6, ISO 1600

Então, porque é que Albert escolheu utilizar a nova Sony α7R IV para os seus últimos projetos? "Adoro fotografar paisagens com muito detalhe, por isso, para mim, a maior resolução da Sony α7R IV é fantástica," conta-nos, "assim como a gama dinâmica de 15 incrementos. Além disso, a estrutura da câmara sofreu umas ligeiras alterações e melhorias em relação à câmara α7 existente, coisas simples como melhores coberturas para as portas externas. Estes detalhes aparentemente pequenos podem fazer uma grande diferença ao fotografar em condições desafiantes, como neste projeto."

Produtos incluídos

ILCE-7RM4

Câmara full-frame α7R IV 35 mm com 61,0 MP

ILCE-7RM4

SEL1635GM

FE 16-35mm F2.8 GM

SEL1635GM

SEL2470GM

FE 24-70mm F2.8 GM

SEL2470GM

SEL100400GM

Lente super teleobjetiva com zoom FE 100-400 mm G Master

SEL100400GM

Artigos relacionados

Albert Dros
Alpha Universe

Albert Dros

Holanda

"Sou obcecado pela fotografia perfeita."

Ver perfil

x