Criar um universo através da moda 

Sandra Åberg

"Para mim, as imagens de moda podem ser bastante desinteressantes se forem só sobre a roupa", afirma Sandra Åberg. "Quero contar uma história que alcança e toca o observador. Uma boa fotografia, mesmo uma de moda, deve", explica, "fazer-nos sentir algo".

Sandra, uma especialista em moda, retratos e casamentos, trabalha na área há 15 anos e ficou encantada depois de se mudar para Milão, onde se sentia "inspirada e intrigada pelas pessoas e a indústria, esse universo onde todos estavam a criar algo". Ela desenvolveu um estilo distintamente leve, airoso e romântico baseado nas ligações emocionais e em temas de narrativas fortes e isso é algo que a sua câmara Alpha a ajudou a moldar, indica.

sandra-aberg-sony-alpha-7r3-mulher-num-vestido-branco-abre-um-portal-vermelho

© Sandra Åberg | Sony α7R III + FE 85mm f/1.4 GM | 1/2500s @ f/1.4, ISO 2000

"Quero dar às pessoas algo com que se apaixonem", continua. "Trata-se de criar um sentimento que teriam ao usar estas roupas, sentir-se-iam bonitas ou livres. Quero mostrar um universo do qual querem fazer parte. Grande parte disso passa por trabalhar bem com modelos e estilistas. Também prefiro fotografar na natureza, uma vez que proporciona a realidade e o sentido de liberdade e emoção que procuro."

Assim, se é necessária emoção para tornar as imagens interessantes, como é que chegamos lá? Para Sandra, são ideias visuais fortes e comunicação. "Uma das coisas que adoro na moda", explica, "é que posso colocar tudo que quero no enquadramento e criar este universo exatamente como quero. Assim, quando estamos a fotografar mulheres, podemos fazer coisas belas com formas, poses e figuras nestas roupas. Contudo, também podemos controlar a expressão e o estado de espírito, bem como se o olhar é doce e sonhador ou forte e poderoso. Tudo se conjuga para contar a história."

sandra-aberg-sony-alpha-7r3-noiva-num-vestido-branco-com-laco-numa-atmosfera-florestal

© Sandra Åberg | Sony α7R III + FE 85mm f/1.4 GM | 1/1250s @ f/1.6, ISO 4000

Ao trabalhar com as suas modelos, começa com "uns desenhos de figurinhas medonhos, algo pelo qual me têm gozado a vida toda! Porém, a partir desta base, posso começar a explorar o que imagino que esta rapariga esteja a sentir e como gostaria que isso se tornasse realidade. Trata-se também de interpretar as próprias capacidades da modelo, para que se obtenha algo que esta sinta ser correto para ela. Algumas são muito boas a rir e parecem ser descontraídas, outras podem ser mais temperamentais ou têm uma energia, tudo pode ser traduzido para a história."

A interação é a chave e isso é algo com que a sua α7R III ajuda enormemente, aponta Sandra. "Da forma como trabalho, a simplicidade da fotografia é fundamental", explica, "pois quando estou com uma modelo, não quero distrações, quero estar no momento com ela, dar vida a essa história. Costumava passar tanto tempo a olhar para a câmara, mas com funcionalidades como o EVF da α7R III, é muito mais fácil jogar com o objeto do que mexer com as definições."

sandra-aberg-sony-alpha-7r3-noiva-loura-com-um-veu-em-frente-a-um-bouquet-de-penas-e-flores

© Sandra Åberg | Sony α7R III + FE 85mm f/1.4 GM | 1/100s @ f/2.0, ISO 400

Lentes rápidas como a T* FE 55 mm f/1.8 ZA são o que Sandra usa para obter um aspeto suave e brilhante pelo qual é conhecida. O modo AF de olhos da Sony e as novas funções de Seguimento em tempo real da α7R IV são também funções essenciais para o seu estilo. "O foco perfeito é apenas outra coisa com que não temos de nos preocupar", explica. "Por exemplo, em fotos para a Vogue e outras revistas de moda, é chato quando temos uma imagem perfeita, mas quando fazemos zoom, está desfocada! O AF de olhos é tão preciso que não temos de nos preocupar. Basta focar e fotografar, por isso, posso usar estas grandes aberturas à vontade e isso dá-nos mais liberdade para brincar."

Uma gama dinâmica soberba e o desempenho do ISO permitem imagens mais belas, diz, permitindo-lhe seguir os seus instintos e captar objetos retroiluminados de alta tonalidade o máximo possível. "Com a capacidade do sensor de reter os detalhes, não me preocupo tanto com as coisas que possam desaparecer nas sombras. Para mim, é uma nova forma de fotografar. Por isso, fotografo com muita luz e ajuda-me imenso na edição. É óbvio que uso refletores e, às vezes, tenho de acrescentar luz, mas quanto mais simples, melhor, pois não gosto de instalações complicadas."

sandra-aberg-sony-alpha-7r3-noiva-com-um-veu-esta-sentada-a-frente-de-um-bouquet-de-penas-com-uma-rosa-nas-maos

© Sandra Åberg | Sony α7R III + FE 85mm f/1.4 GM | 1/100s @ f/1.4, ISO 250

"Estas novas tecnologias", conclui Sandra, "estão a unir-se aos instintos dos fotógrafos e a aumentar o quão criativos nos arriscamos a ser. Nunca me interessei muito em explorar as definições da câmara. Estou interessada em fotografar, estou interessada no objeto no outro lado da câmara e estou interessada em motivar-me para fazer coisas novas. Por isso, para mim, a α7R III funciona na perfeição."

Produtos incluídos
ILCE-7RM3
Câmara full-frame α7R III de 35 mm com focagem automática

ILCE-7RM3

SEL85F14GM
FE 85mm F1.4 GM

SEL85F14GM

Artigos relacionados
Sandra Åberg
alpha universe

Sandra Åberg

Dinamarca

Se lhe suscita tanto entusiasmo quanto medo, significa que provavelmente o deve fazer!

Ver perfil

Detalhe da história da Alpha Universe


x