Uma paisagem diferente

Páll Stefánsson

"A fotografia de paisagem depende muito da luz e é possível obter a luz mais dramática e invulgar quando as condições climatéricas são poderosas", afirma o fotógrafo islandês Páll Stefánsson. Ao longo dos anos, Páll abraçou as condições climatéricas altamente variáveis da Islândia, provavelmente, em maior grau do que os milhares de fotógrafos que viajam até ao seu país todos os anos.

"É interessante ver como, quando o tempo está mau, podemos ir aos locais mais fotografados da Islândia e não ver nenhum fotógrafo, mas quando o sol do meio-dia está a pino, veremos centenas de fotógrafos a tirar a mesma fotografia com a mesma luz. O que lhes quero dizer é «por favor, voltem amanhã, a previsão é de mau tempo», mas pensariam que sou maluco."

pall stefansson sony RX1RII paisagem vulcânica da Islândia
© Páll Stefánsson | Sony α7R II + 90 mm f/2.8 Macro G| 1/640 s @ f/6.3, ISO 100

As condições climatéricas e a luz podem mudar muito rapidamente na Islândia, mas em vez de considerar este facto um obstáculo, Páll considera-o um desafio emocionante. As variações de condições climatéricas e luz oferecem-lhe perspetivas constantemente diferentes de paisagens em que se pode inspirar: "Nunca planeio as fotografias porque as imagens de paisagem vêm ao meu encontro. A fotografia de paisagem requer grande liberdade, porque a luz é o fator mais importante. Estou sempre em movimento, a caminhar, a conduzir e estou sempre alerta; tenho de parar imediatamente se surgir uma cena interessante".

pall stefansson sony alpha 7RII cavalos a pastar em paisagem da Islândia
© Páll Stefánsson | Sony α7R II + 90 mm f/2.8 Macro G| 1/640 s @ f/6.3, ISO 100

Páll também considera que a duração dos dias na Islândia tem um grande impacto na sua fotografia: "Fotografar durante o dia no verão pode durar muito tempo, pois há sempre qualquer coisa para ver e luz interessante. No entanto, chegando a dezembro, apenas há 3 horas de luz. É um verdadeiro desafio ter de viajar 500 km e ter tão pouco tempo para fotografar". 

pall stefansson sony alpha 99II paisagem de vulcão da Islândia de perspetiva aérea

© Páll Stefánsson | Sony α99 II + 135 mm f/1.8| 1/2000 s @ f/4.0, ISO 100

Embora utilize uma Sony α7R III na sua fotografia de paisagem, a forma como Páll a utiliza baseia-se em 30 anos de experiência a fotografar em película, especialmente com câmaras de formato médio. 

"Praticamente nunca volto a olhar para a câmara, fotografo como se ainda estivesse a utilizar película, nunca faço bracketing para obter imagens HDR. Também não tiro muitas fotografias, a primeira imagem no meu álbum recente foi a primeira e única fotografia que tirei. Sabia que tinha a imagem que procurava, para quê compô-la de forma diferente?"

Todas as imagens do álbum recente de Páll de paisagens da Islândia foram fotografadas ao longo de dois anos, uma abordagem que adota para manter o seu trabalho atual: "Não gosto de olhar para trás, porque julgo que é importante para os fotógrafos ver e fazer coisas novas e diferentes. Gosto de olhar para a frente e ainda penso que continuo a evoluir como fotógrafo".

pall stefansson sony RX1RII reflexo de barcos no porto da Islândia
© Páll Stefánsson | Sony RX1R II| 1/160 s @ f/6.3, ISO 200

"Nunca utilizei uma lente de zoom. Capto 95% das minhas imagens com apenas três distâncias focais: 35 mm, 50 mm e 85 mm. Considero que quando reduzimos o equipamento a apenas algumas lentes, educamos o olhar e sabemos exatamente o tipo de lentes a utilizar e como abordar a cena."

Explica que as três lentes que utiliza tiram o máximo proveito do sensor full-frame da sua câmara e que lhe permitem utilizar o mínimo de equipamento e conseguir, ainda assim, obter uma grande variedade de possibilidades de captação: "As lentes oferecem a qualidade e bokeh a que estava habituado com as minhas câmaras e lentes de formato médio, e são excelentes pois posso utilizá-las para paisagem e retrato. Posso fotografar retrato a f/1.4 e obter um excelente fundo e olhos focadíssimos ou posso fotografar paisagem a f/8 e ter tudo focado desde o primeiro plano ao fundo. É a mesma lente, mas as imagens têm um aspeto muito diferente, é como ter duas lentes numa só".

pall stefansson sony alpha 7RII montanhas da Islândia cobertas de neve

© Páll Stefánsson | Sony α7R II + 85 mm f/1.4 GM| 1/1250 s @ f/5.6, ISO 100

Outra ferramenta presente no saco de Páll é a câmara compacta Sony RX1R II, que Páll afirma adicionar uma nova dinâmica à sua fotografia. "Adoro as imagens quadrangulares dos tempos em que fotografo com câmaras de formato médio, por isso, quando soube que a câmara tinha um modo de imagem quadrangular, disse «uau!». Gosto de compor imagens no formato quadrangular. É um desafio, depois de se aperfeiçoar a técnica, é excelente". 

pall stefansson sony alpha 7RII paisagem da Islândia delta de rio

© Páll Stefánsson | Sony α7R II + 90 mm f2.8 Macro G| 1/1250 s @ f/8.0, ISO 200

Sugestões para paisagens únicas

Experimente utilizar apenas uma ou duas lentes fixas. Isto ajuda-o a afinar o olhar e a tornar-se num fotógrafo melhor.

Tire o máximo partido de condições climatéricas aparentemente adversas. Raramente vemos imagens neste tipo de condições, por isso as suas imagens serão únicas e, logo após uma tempestade, é possível fotografar céus de grande beleza e com uma luz fantástica.

Fotografe imagens quadrangulares. Experimente obter imagens quadrangulares; pode criar uma pequena moldura quadrangular para o seu ecrã de câmara e cortar a imagem quadrangular após fotografar.

 Produtos em destaque neste artigo 

ILCE-7RM2

α7R II com sensor de imagem full-frame com retroiluminação

ILCA-99M2

α99 II com sensor de imagem full-frame retroiluminado

DSC-RX1RM2

Câmara compacta profissional RX1R II com sensor de 35 mm

TEST
SEL90M28G

FE 90 mm F2.8 Macro G OSS

SEL85F14GM

FE 85mm F1.4 GM

SAL135F18Z

Sonnar T* 135 mm F1.8 ZA

Alejandro Ceresuela
Alpha Universe

Páll Stefansson

Islândia

"A minha fotografia, um pouco como o vento, depende da direção em que sopra. Acima de tudo, gosto de desafios, mesmo os mais pequenos."


x