ator voltado para a câmara

Como fotografo | Fotografar no estúdio

Christophe Brachet

Pode parecer estranho, mas aprendi a fotografar debaixo de água. Cheguei a Paris quando saí de Martinica, onde era instrutor de mergulho e surf, e aproveitei uma oportunidade para fotografar em produções de cinema quando conheci Dominique Besnehard, um famoso ator/agente francês que se tornou produtor de cinema, que me deu uma oportunidade num filme que estava a produzir. A minha carreira arrancou aí e comecei a aplicar as técnicas que aprendera a um novo estilo de fotografia.

ator penteado por senhora

© Christophe Brachet | Sony α7R II + FE 70-200mm f/4 G OSS | 1/320s @ f/4.0, ISO 320

Trabalhar em estúdio

Enquanto fotógrafo autodidata, tenho uma abordagem instintiva ao estúdio de cinema. Aprender a fotografar debaixo de água forneceu-me uma base surpreendentemente importante para o estúdio. Para tirarmos uma boa fotografia debaixo de água, temos de ser extremamente discretos para não assustarmos os peixes. Tenho sempre de lembrar-me deste aspeto em estúdio, pois o espaço é muito limitado.

2 atores à mesa durante uma cena

© Christophe Brachet | Sony α9 II + 85mm f/1.8 | 1/125s @ f/1.8, ISO 1250

É crucial não distrair ninguém, nem fazer um ruído que possa ser captado pelos microfones, por isso, a função de obturador silencioso das minhas câmaras Alpha é fundamental no meu trabalho. Além de me permitir obter as imagens que pretendo sem interromper a filmagem, também me ajuda a captar os momentos mais naturais que os membros da equipa de produção tanto apreciam.

Escolher a lente certa

Para criar as minhas imagens, utilizo várias lentes e cada uma oferece-me algo diferente.

Para fotografar uma cena completa, ou quando o espaço é muito reduzido, utilizo a lente Sony FE 24mm f/1.4 G Master. Também utilizo a lente FE 35mm f/1.8, que tem a grande vantagem de ser pequena e leve.

2 atores em estúdio com fumo

© Christophe Brachet | Sony α9 + 85mm f/1.8 | 1/640s @ f/1.8, ISO 250

Para fotografias de estilo retrato, utilizo as lentes Sony FE 55mm f/1.8 ZA e FE 135mm f/1.8 G Master. São todas extremamente nítidas, mas a minha favorita é a lente FE 135mm f/1.8 G Master, pois produz imagens excecionalmente nítidas, com uma focagem automática rápida e silenciosa.

Confiança através da tecnologia

Além de respeitar aqueles que estão à minha volta, uma das formas de conquistar a confiança dos atores e da equipa é mostrar-lhes as fotografias à medida que as tiro. Utilizo uma ligação Wi-Fi para transferir as melhores imagens da câmara para o telemóvel através da aplicação Sony Imaging Edge Mobile. Permite-me mostrar-lhes as fotografias mais facilmente e é uma forma de criar boas relações no estúdio. Também me ajuda mais tarde, quando peço às pessoas para posarem para as fotografias de produção.

ator com charuto a olhar para a câmara

© Christophe Brachet | Sony α7R II + 85mm f/1.8 | 1/160s @ f/1.8, ISO 400

Além da Alpha 9 e Alpha 7R, também fotografo com a Alpha 7S e Alpha 7S II, porque a sua capacidade em condições de pouca luz torna-as ideais para o meu estilo de imagens de documentário. Também estou ansioso por fotografar com a Alpha 7S III e utilizar as suas funções de vídeo para criar conteúdos de bastidores a acompanhar as minhas fotografias.

maquilhadora aplica batom em ator

© Christophe Brachet | Sony α7S + FE 70-200mm f/4 G OSS | 1/60s @ f/4.0, ISO 2000

Configurar e utilizar a câmara

O meu kit Alpha ajuda-me a captar as imagens que pretendo de várias maneiras. Muitas vezes, tenho de trabalhar em espaços exíguos e disparar de ângulos difíceis, por isso, o tamanho e o peso, assim como o ecrã articulado das câmaras Alpha, são vantagens reais em relação a uma câmara DSLR.

A velocidade de focagem também é importante para mim. Costumo fotografar com aberturas muito grandes, por isso, tenho de ter a certeza de que conseguirei focar perfeitamente os olhos do objeto. O AF de olhos permite fotografar com uma reduzida profundidade de campo e focar perfeitamente os olhos em cada disparo. Dá-me a liberdade de compor uma imagem de forma mais criativa, com a câmara a rastrear continuamente os olhos, mesmo até às extremidades do enquadramento.

ator filmado enquanto deitado em cama

© Christophe Brachet | Sony α9 + FE 70-300mm f/4.5-5.6 G OSS | 1/80s @ f/4.5, ISO 4000

Fotografo sempre no modo de exposição manual, ajustando as definições de exposição conforme necessário. A vantagem de fotografar com uma câmara sem espelho é poder ver a imagem exata que estou a captar através do visor eletrónico e no ecrã. Posso verificar a exposição, o balanço de cores e ver a profundidade de campo, tudo em tempo real enquanto fotografo.

ator sentado num balde

© Christophe Brachet | Sony α7S + FE 55mm f/1.8 ZA | 1/1250s @ f/2.8, ISO 640

A maior parte do tempo, fotografo em JPEG e, por vezes, em RAW, para pósteres de filmes. Costumo criar todas as minhas imagens a preto e branco diretamente na câmara com o efeito Preto e Branco de Alto Contraste. Adoro a ideia de criar uma bela imagem e poder utilizá-la imediatamente a partir da câmara sem a editar.

Produtos incluídos

Christophe Brachet

Christophe Brachet | France

“O que mais gosto na minha α7S é o facto de ser pequena e discreta, permitindo-me captar momentos com maior naturalidade."

Histórias relacionadas

Inscreva-se para receber a sua newsletter α Universe

Parabéns! Subscreveu a newsletter α Universe com êxito

Introduza um endereço de e-mail válido

Lamentamos! Ocorreu um erro

Parabéns! Efetuou a subscrição com êxito